Auxiliar-técnico do Flamengo testa positivo para Covid-19 e não comandará equipe contra Athletico

Jordi Guerrero comandou a equipe contra Palmeiras, pelo Brasileiro, e Independiente del Valle, pela Libertadores.

O Flamengo terá que buscar uma nova solução a beira do gramado para comandar a equipe contra o Athletico, neste domingo, no Maracanã. Isso porque o auxiliar-técnico Jordi Guerrero, de 52 anos, testou positivo para a Covid-19 em exame realizado na sexta-feira e desfalcará o Rubro-Negro na partida. Ele comandou a equipe contra Palmeiras, pelo Brasileiro, e Independiente del Valle, pela Libertadores.

Em tese, o técnico Domènec Torrent voltaria a comandar a equipe após 11 dias de quarentena, mas o catalão apresentou alguns sintomas típicos da Covid-19 como cansaço e tontura. Ele está sendo assistido pelo departamento médico do Flamengo e, por ter 58 anos e ser de grupo de risco, está sendo preservado.

Com isso, a tendência é que o também auxiliar-técnico Jordi Gris esteja a beira do gramado. Caso ele também teste positivo nos exames, a opção é chamar Mauricio Souza, técnico da equipe sub-20 do Flamengo, que comandou o clube na categoria profissional no inicio desta temporada.

Continua depois da Publicidade

Domènec Torrent, técnico do FlamengoDomènec Torrent, técnico do Flamengo
A boa notícia é que os atletas que testaram positivo para Covid-19 no início desta semana completaram dez dias de quarentena: Everton Ribeiro, Rodrigo Caio, Léo Pereira, Gustavo Henrique, Thuler, Arão, Renê, Gabriel Batista, Pepê e Gomes. Com isso, eles podem ser relacionados para enfrentar o Athletico.

Flamengo e Athletico se enfrentam neste domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro carioca é o sexto colocado na classificação, com 18 pontos, enquanto o paranaense ocupa a 11ª, com 14.

Fonte: Extra

Continua depois da Publicidade