O portal de notícias da Amazônia



Esporte

Pai de Endrick é vítima de ataques racistas durante jogo da seleção brasileira no Pré-Olímpico

O jogador ainda não se manifestou sobre o assunto em entrevistas ou novas publicações.

  • Estadão Conteúdo

  • 09/02/2024 às 16:24

  • Atualizado em 09/02/2024 às 16:25

  • Leitura em dois minutos

blank

Foto: Joilson Marconne/CBF

O pai do atacante Endrick sofreu ataques racistas durante e após a vitória da seleção brasileira sobre a Venezuela, na noite de quinta-feira, no Torneio Pré-Olímpico. Torcedores da seleção venezuelana, que jogou em casa, fizeram gestos de ‘macaco’ em direção a Douglas Ramos, pai do jogador do Palmeiras.

Endrick compartilhou o vídeo que mostra os gestos ofensivos em suas redes sociais. Posteriormente, o atleta da seleção optou por excluir a mídia. O jogador ainda não se manifestou sobre o assunto em entrevistas ou novas publicações.

PUBLICIDADE

Em comunicado, a CBF repudiou o ato de racismo e disse que se solidarizou com o pai do jogador no Estádio Brígido Iriarte, em Caracas, na Venezuela, país que sedia o Pré-Olímpico.

“As manifestações de criminosos com camisas da seleção adversária eram dirigidas notadamente ao pai de Endrick, Douglas Ramos. Eles faziam gestos imitando macacos. Tão logo informado sobre o episódio, o chefe da delegação da seleção brasileira na Venezuela, Daniel Vasconcelos, em nome do presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, se solidarizou com o atleta e seus familiares”, registrou a entidade.

Também em comunicado, o Palmeiras se solidarizou com o seu atleta. “Manifestamos a nossa solidariedade aos familiares do craque Endrick, vítimas de injúrias racistas durante a partida da seleção brasileira contra a Venezuela, em Caracas, pelo Torneio Pré-Olímpico. Não toleramos qualquer forma de preconceito e esperamos que os responsáveis por este ato criminoso sejam devidamente identificados e punidos”, registrou o clube.

PUBLICIDADE

A seleção brasileira venceu a Venezuela por 2 a 1, no sufoco, e manteve suas chances de se classificar para a Olimpíada de Paris-2024. Para obter a vaga, o time pode até empatar na última rodada do quadrangular final, contra a Argentina, no domingo, dependendo do outro jogo desta fase, entre Paraguai e Venezuela.

Uma vitória assegura a classificação olímpica da seleção brasileira, sem depender de nenhum outro resultado. O Paraguai lidera o quadrangular, com quatro pontos, seguido pelo Brasil (três), Argentina (dois) e pela Venezuela (um). Todas as quatro seleções ainda têm chances de classificação – somente duas vão disputar os Jogos Olímpicos deste ano.

PUBLICIDADE

Estadão Conteúdo

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank