STF autoriza realização da Copa América no Brasil

A competição organizada pela Conmebol foi alvo de três ações que pediam pela sua suspensão devido ao risco de agravamento da pandemia de Covid-19 no país.

Redação AM POST

Em sessão extraordinária, o Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria na tarde desta quinta-feira (10) para autorizar que a Copa América seja realizada no Brasil. A competição organizada pela Conmebol foi alvo de três ações que pediam pela sua suspensão devido ao risco de agravamento da pandemia de Covid-19 no país.

Continua depois da Publicidade

Seis dos onze ministros votaram contra as ações que buscavam impedir a realização do torneio: Marco Aurélio, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Edson Fachin, Gilmar Mendes e Dias Toffoli. Os votos restantes poderão ser inseridos no sistema virtual do STF até as 23h59.

Os jogos irão ocorrer em Brasília, Rio de Janeiro, Cuiabá e Goiânia. O Supremo analisa três ações distintas.

A realização, contudo, vem sendo criticada por especialistas em saúde pública. Isso porque o país soma 474,6 mil mortes por Covid e 16,9 milhões de casos confirmados da doença.

Continua depois da Publicidade

Copa América
A realização da Copa América no Brasil foi anunciada em 31 de maio pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), entidade responsável pelo evento. Antes, a realização do torneio havia sido cancelada na Argentina e na Colômbia.

Além dos pedidos de suspensão no Supremo, o anúncio causou desconforto na própria seleção brasileira. Em nota divulgada esta semana, o elenco da seleção divulgou um manifesto no qual criticou a Conmebol e o “processo inadequado” de realização da Copa América. Mesmo com o manifesto, os atletas confirmaram a participação no torneio.

Continua depois da Publicidade

Ontem (9), a Conmebol divulgou o regulamento de concentração e protocolos de recomendações médicas para treinamentos e viagens para a Copa América.