Flordelis deve colocar tornozeleira nesta quarta-feira

A deputada é acusada de ter participado da morte de seu marido, pastor Anderson do Carmo, com a colaboração de outros filhos.

A deputada federal Flordelis é esperada nesta quarta-feira (7), no Rio de Janeiro, para finalmente cumprir as medidas cautelares determinadas pela Justiça contra ela, o que inclui o uso de tornozeleira eletrônica. A decisão, determinada pela juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, completa 20 dias nesta quarta e ainda não foi cumprida.

Na última sexta-feira (2), a defesa da parlamentar informou que protocolou uma petição com a localização da deputada e confirmou a viagem dela ao Rio de Janeiro para colocar a tornozeleira. Os defensores ainda forneceram dois telefones de contato da parlamentar conforme determinação da juíza Nearis Arce.

A deputada é acusada de ter participado da morte de seu marido, pastor Anderson do Carmo, com a colaboração de outros filhos. O crime aconteceu no momento em que ela e Anderson chegavam em casa na cidade de Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, em 16 de junho do ano passado.

Continua depois da Publicidade

PROCESSO NA CÂMARA
O corregedor da Casa, deputado Paulo Bengtson (PTB-PA), apresentou seu parecer no dia 1º de outubro. Nele, o corregedor diz haver “indícios suficientes” de que a parlamentar mandou matar o marido e recomenda o encaminhamento do processo para o Conselho de Ética da Câmara. O caso, porém, só poderá seguir após a retomada dos trabalhos do colegiado, hoje suspensos em razão da pandemia.

Para isso, será necessário que o presidente da Casa, Rodrigo Maia, determine o retorno presencial das atividades na Casa ou a aprovação de um projeto de resolução permitindo o trabalho virtual do conselho. Além disso, o presidente da Câmara precisará convocar uma reunião da Mesa Diretora para aprovar oficialmente o envio do processo para o Conselho de Ética.

Fonte:Pleno.News

Continua depois da Publicidade