“Minha vida foi salva pelo SUS”, diz a modelo Tati Minerato após lipoaspiração

Ela sofreu complicações após fazer o procedimento estético na região da cintura e ficou internada 10 dias.

Após um procedimento estético malsucedido, a modelo Tati Minerato afirma que o médico responsável pela cirurgia não prestou atendimento e que foi salva pelo SUS.

“Fiquei 11 dias da primeira internação e depois mais 24 dias. Um total de 35 dias internada para tratar a infecção decorrente da cirurgia estética que o doutor Felipe fez em mim. Ele nunca me ajudou em nada, a minha vida foi salva pelo SUS, pelo hospital Ipiranga. Ele não me deu nenhum suporte, nenhuma assistência”, revelou a modelo em entrevista ao colunista Leo Dias, do Metrópoles.

Em junho, a rainha da escola de samba Águia de Ouro, sem São Paulo, sofreu complicações após fazer uma lipoaspiração na região da cintura e ficou internada 10 dias no hospital Ipiranga, em São Paulo.

Continua depois da Publicidade

“Eu paguei à vista o valor de R$ 14 mil. Após 10 dias, abriu um buraco em cada um dos meus seios”, revelou. A modelo teve problemas também na troca de próteses de silicone feita na mesma ocasião.

Fonte: Brasil 247