Famosos

Modelo amazonense diz que sofreu racismo em hotel de luxo no RJ: “funcionário não aceitava que uma mulher negra estava ali”

A rainha do Carnaval de Manaus afirma que entrou na justiça contra o estabelecimento.

Redação AM POST

A vice Miss Bumbum, Juh Campos, rainha do Carnaval de Manaus, revelou que foi alvo de injúria racial em um hotel de luxo no Rio de Janeiro, o hotel Hilton.

Continua depois da Publicidade

“Eu tinha uma reserva, inclusive já paga, para mim e uma amiga trans. Quando chegamos na recepção, fomos impedidas de nos hospedar sem uma explicação e sem uma justificativa. Eu só queria pagar e acessar a área do restaurante, porque eu tinha passado o dia sem me alimentar direito. Mas eles nos enrolaram até o horário do restaurante fechar e não conseguimos acessar a área”, explicou a modelo que é é natural de Presidente Figueiredo, a 126 km de Manaus.

Após a repercussão do caso, a modelo gravou um depoimento emocionada pelas mensagens de apoio dos internautas e sugeriu um boicote ao hotel.

“Me senti ofendida, diminuída, humilhada. Eu ofereci uma solução para fazer o pagamento da diária o quanto antes e eles não aceitaram, só porque eu queria acessar o restaurante também. O funcionário me olhava de forma baixa, não aceitava que uma mulher negra estava ali. Não queria nada de graça. Eu estava pagando, e caro”.

Continua depois da Publicidade

A modelo entrou na justiça contra o hotel. “Não vou ficar calada, vou lutar por justiça”. Juh Campos disse que entrou com a ação junto ao advogado. “Entrei com danos morais. Vão arcar com o que fizeram comigo, isso ninguém merece”.