Namorado de Fátima Bernardes pode enfrentar inquérito da Polícia Federal

Túlio Gadêlha teria curtido comentário que incentivava novo atentado a Bolsonaro.

O deputado federal José Medeiros pediu que a Polícia Federal incluísse o deputado Túlio Gadêlha no inquérito que apura manifestações de Guilherme Boulos e o jornalista Ricardo Noblat sobre Jair Bolsonaro. Medeiros quer apurar supostas curtidas do namorado de Fátima Bernardes a um comentário de uma seguidora que sugeria um novo atentado contra Bolsonaro.

– É impensável que um deputado federal estimule qualquer tipo de violência e tentativa de homicídio contra o presidente da República. Tal fato não é engraçado, não é legal, e não merece curtida por parte de um membro do Parlamento – defendeu Medeiros.

No documento enviado ao procurador-geral da República Augusto Aras e ao então ministro da Justiça Sergio Moro, Medeiros
afirmou que Gadêlha curtiu um comentário que sugeria “dar uma facada verídica” em Bolsonaro.

Continua depois da Publicidade

Fonte:Pleno.News