David Almeida é o único ex-governador interino do Brasil a ter seguranças e assessores pagos pelo Estado, diz deputado

Governador por quatro meses o político desfrutará do benefício pelo resto da vida com custeio do Estado.

Redação AM POST

O candidato a prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), que foi governador interino do Amazonas por quatro meses em 2017, usufrui do benefício de uma lei sancionada na calada da noite pelo também ex-governador Amazonino Mendes, quando faltavam quatro dias para o fim do seu último mandato, em 27 de dezembro de 2018, e garante três assessores e sete policiais militares pagos pelo Estado a cada ex-chefe do executivo.

O deputado Felipe Souza (Patriota) denunciou o caso na tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) nesta terça-feira (3) e afirmou que David Almeida é o único governador interino do Brasil a desfrutar desse benefício mesmo não sendo escolhido pelo povo para estar no cargo e o ocupando por pouco tempo. Ele também lembrou que o político era presidente da casa e no final de seu mandato colocou em votação o projeto que iria lhe favorecer.

Continua depois da Publicidade

“No final de seu mandato ele (David Almeida) colocou em votação um projeto em benefício próprio, para o povo pagar, projeto que dá a ele 10 servidores pagos com dinheiro da população do Amazonas para lhe beneficiar para o resto da sua vida”, disparou o parlamentar.

Conforme a lei, os servidores civis pertencerão ao quadro de funcionários da Casa Civil e exercerão o cargo em comissão de Assessor Técnico. Já os militares serão designados por ato do chefe da Casa Militar, “acatando a designação” do ex-governador.

De acordo com o Portal da Transparência, os salários dos assessores dos ex-governadores variam entre R$ 8,5 mil e R$ 9,4 mil.

Continua depois da Publicidade

“Muitas vezes o remédio que falta no hospital, a merenda que falta na escola vai para este tipo de desvio legalizado dos recursos públicos. São esses tipos de políticos que fazem mau uso dos recursos da população”, disse o deputado.

Ainda segundo Felipe Souza, o procurador-geral da República, Augusto Aras, entrou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) pedindo a derrubada dessa lei.

Confira:

Continua depois da Publicidade

Meu pronunciamento no dia de hoje a respeito da imoralidade de ex governadores, incluindo David Almeida, de ter a seu dispor 10 assessores pelo resto da vida, pagos com dinheiro da população.

Continua depois da Publicidade

Posted by Felipe Souza II on Tuesday, November 3, 2020