Deputada Alessandra Campêlo pede suspensão da CPI da Saúde

A comissão vai investigar possíveis casos de corrupção na saúde do Amazonas, nos anos de 2011 a 2020.

Redação AM POST*

A vice-presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), deputada Alessandra Campelo (MDB), ingressou com mandado de segurança para suspender a instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde, que pretende investigar possíveis casos de corrupção na saúde do Amazonas, a partir do ano de 2011 até hoje, portanto, nos governos de Omar Aziz, José Melo, David Almeida, Amazonino Mendes e Wilson Lima.

De acordo com a deputada houve atropelamento da Constituição do Estado e o Regimento Interno da Casa Legislativa por parte do presidente da ALE-AM, deputado Josué Neto (PRTB), que em sessão virtual do dia 14 de maio escolheu presidente e membros da CPI da Saúde, sem consultar os líderes partidários.

Continua depois da Publicidade

“Em relação a CPI que foi formada na última segunda-feira, ela seguiu o mesmo modelo de formação da CPI do combustível onde a deputada (Alessandra Campelo) foi parte interessada na formação”, disse Josué na sessão virtual desta terça-feira (19) em resposta a questionamento da parlamentar.

A CPI da saúde é composta pelos deputados estaduais: Delegado Péricles (presidente), Fausto Júnior (relator), Saulo Vianna (membro), Felipe Souza (membro), Wilker Barreto (membro), Joana Darc (suplente), Mayara Oinheiro (suplente) e Serafim Corrêa (suplente).