Empresária que delatou superfaturamento no governo David Almeida faz nova denúncia contra ele

Ela prometeu fazer coletiva de imprensa para falar sobre ação que está movendo contra o candidato à prefeitura de Manaus.

Redação AM POST

A empresária, Maria de Nazaré Lima Menezes, disse que vai realizar uma coletiva de imprensa, ainda sem data definida, para falar sobre ação que está movendo contra o candidato à prefeitura de Manaus, David Almeida (Avante). A informação foi divulgada com exclusividade ao Portal AM POST.

Ela afirma que apresentou queixa-crime contra ele por ser citada em entrevista pelo candidato de forma caluniosa e difamatória. “Em outubro ele deu uma entrevista dizendo que o processo de minha denúncia tinha sido arquivado, ele inocentado e o irmão dele estava defendendo o erário de mim que queria ganhar licitação a forca. Mas a decisão do TCE-AM saiu em setembro comprovando superfaturamento e condenando inclusive o secretario dele a multa. O TCE-AM constatou superfaturamento”, disse ao AM POST.

Continua depois da Publicidade

De acordo com ela, na coletiva também serão abordadas ameaças e calunias que afirma vir recebendo de grupo do político além da decisão do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) sobre o superfaturamento de cirurgias na gestão interina de David Almeida no governo do do Amazonas (9 de maio a 4 de outubro de 2017) além da trajetória ilícita dele desde que se tornou deputado estadual.

Suspeitas do desvio de cerca de R$ 7 milhões destinados à realização de 780 cirurgias eletivas diversas no Amazonas na gestão do ex-governador interino foram reforçadas em documento emitido pelo TCE-AM, o Acórdão 839/2020, que descreve o recebimento da denúncia do Ministério Público de Contas (MPC) para a abertura de investigação.

Veja documentos:
Acórdão 8392020 TCE-AM

Continua depois da Publicidade

DENÚNCIA DO MINISTÉRIO PÚBLICO

Escândalo dos áudios
Vale relembrar que na época vieram à tona áudios de conversas telefônicas entre Daniel Almeida, que é irmão do ex-governador interino, e Maria onde ele tentou pressionar a empresária sobre as denúncias feitas à respeito dos superfaturamentos em cirurgias na saúde do Amazonas.

Ouça:

Continua depois da Publicidade