Mais de 10 pré-candidatos se mobilizam na disputa pela prefeitura de Manaus

O pleito será adiado em pouco mais de um mês devido a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Redação AM POST

As eleições municipais deste ano já mobilizam cerca de doze pré-candidatos à Prefeitura de Manaus, até o momento. O pleito será adiado em pouco mais de um meses devido a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Até agora, confirmaram pré-candidatura os políticos: Alfredo Nascimento (PL), Amazonino Mendes (Podemos), Alberto Neto (Republicanos); Chico Preto (DC), Carol Braz (PTB), Davi Almeida (Avante); José Ricardo (PT), Josué Neto (PRTB); Marcos Rotta (DEM), Ricardo Nicolau (PSD); Romeiro Reis (Novo) e Conceição Sampaio (PSDB).

Continua depois da Publicidade

A composição das chapas majoritárias deve seguir indefinidas, até o dia 5 de agosto, que é o prazo final das convenções partidárias, momento em que os partidos definem os candidatos a cargos eletivos e coligações.

No cenário atual da política baré muitos pré-candidatos que não conseguiram boa posição em pesquisas eleitorais devem lutar para emplacar pelo menos uma candidatura a vice.

Adiamento do pleito
O Senado aprovou, em sessão da última terça-feira (23), o adiamento do primeiro turno das eleições municipais de 4 de outubro para o dia 15 de novembro. Assim, a data do segundo turno passa para o dia 29 de novembro. A prorrogação das eleições em seis semanas se dá em virtude do cenário epidemiológico do novo coronavírus (covid-19) no Brasil e a consequente necessidade de se evitar aglomerações.

Continua depois da Publicidade

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) sobre o tema foi relatada pelo Senador Weverton Rocha (PDT-MA) que deixou uma espécie de “janela” que dá poderes ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para fazer nova alteração na data das eleições, de forma pontual, em municípios nos quais ainda se verifiquem condições sanitárias arriscadas.