Moro diz que entrou no governo para servir o país e não um mestre

Ele revelou que decidiu deixar o governo Bolsonaro por não ver um compromisso sério com o combate à corrupção.

Redação AM POST*

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, disse em entrevista à revista Time, sobre os motivos que o fizeram deixar o governo do presidente Jair Bolsonaro e enfatizou que não entrou na gestão para servir um mestre.

“Tudo isso começou a desgastar ou drenar o significado, minha permanência no governo. Não posso estar no governo se não tiver um compromisso sério com a corrupção e o estado de direito”, disse Moro em referência à desfiguração do pacote anticrime e à recente aproximação do presidente com o centrão.

Continua depois da Publicidade

Ele também disse que não pretendia criar uma crise no governo com seu pedido de demissão mas não se sentiria confortável com sua consciência sem explicar por que estava saindo.

Moro também rebateu recentes ataques de bolsonaristas que antes o aplaudiam. “Eu não entrei no governo para servir um mestre. Entrei para servir o país, a lei”.