Pré-candidatos à Prefeitura de Manaus discutem em postagem no Facebook

Os dois se acusaram de jogo sujo e produção de fake news na disputa eleitoral.

Redação AM POST

Os pré-candidatos à Prefeitura de Manaus, Alfredo Menezes (Patriota) e Romero Reis (Novo), trocaram farpas nas redes sociais em postagem da página ‘Direita Amazonas’ sobre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), ter decidido não apoiar nenhum candidato nas eleições municipais deste ano.

Tudo começou quando o ex-superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, opinou em comentário sobre aliança do PT com o Patriota na corrida eleitoral no município de Parintins.

Continua depois da Publicidade

“Eu moro em Manaus e minhas atenções estão voltadas para minha cidade. Não sou dirigente do partido, sou pré-candidato em Manaus, não sei quem o partido apoia em qualquer outro lugar, não é problema meu. Em Manaus, não estarei coligado com ninguém da má política, aqueles cincos caciques não estarão comigo em hipótese alguma. Isso foi uma exigência para minha pré-candidatura pelo partido”, disparou Menezes que também foi respondido pelo mesmo internauta que fez o comentário.

“Você deveria focar no seu projeto e não no meu. Essa prática de denegrir os adversários, mentindo, enganando as pessoas é jogo sujo. Isso, sim, é incoerência! Amoedo hoje é apenas mais um filiado no Novo e pode pensar como ele quiser, pois é livre. Mas, ele não me representa e você sabe disso”, rebateu Romero Reis ao entrar na conversa.

Menezes não ficou calado e retrucou o adversário o acusando de incentivar produção de fake news contra ele. “Fale isso para seus apoiadores que ficam plantando mentiras e fake news a meu respeito. Você deveria se envergonhar de permitir e incentivar esse tipo de comportamento. Seu Partido Novo tem, sim, como grande expoente o João Amoedo, adversário do presidente Bolsonaro nas eleições em 2022, isso envergonhadamente você quer esconder e negar”, disse o ex-superintendente.

Continua depois da Publicidade

Apoiadores de ambos os pré-candidatos acusaram os gerenciadores da páginas Direita Amazonas de favorecer os políticos.

Veja post: