Secom é autorizada por Wilson Lima a gastar R$122 milhões com propaganda

Deste montante a secretaria já usou mais de R$94 milhões.

Redação AM POST

Investigado pela Polícia Federal, suspeito de envolvimento em esquema de corrupção, o governador Wilson Lima (PSC), também deve entrar para a história como o dono da gestão que mais gastou com publicidade e propaganda em tvs, rádios, jornais e também pequenos sites que ficam obrigados a publicar informações a favor do governo do Amazonas.

O orçamento autorizado da Secretaria de Comunicação (Secom) para gastar com publicidade e propaganda subiu de R$57,8 milhões, em 2018, para mais de R$122 milhões neste ano. Até esta quarta-feira (28/10) a pasta, responsável por tornar públicas todas as informações relativas às ações da administração pública estadual, já empenhou R$106.374.487,52 e pagou mais de R$94 milhões, conforme dados disponíveis no Portal da Transparência do Amazonas.

Continua depois da Publicidade

No ano passado o governo pagou 68,7 milhões com o serviço e em 2014 a Agencia de Comunicação do Estado (Agecom) estava autorizada e gastar R$52,1 milhões. Nos primeiros cinco meses deste ano o governo conseguiu extrapolar os R$56,2 milhões pagos em 2018, ano em que Amazonino Mendes assumiu o executivo estadual após eleição suplementar e foi candidato a reeleição.

Só com propaganda contra a pandemia a Secom empenhou R$ 32,5 milhões até julho deste ano.