Fatos e Versões

Wilson Lima rebate Eduardo Braga e diz que senador quer sabotar governo do AM visando às eleições de 2022

O senador defende indiciamento do governador na CPI da Covid.


Redação AM POST

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), rebateu nas redes sociais o senador Eduardo Braga (MDB-AM) que luta para incluir o nome do chefe do Executivo estadual no relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. Segundo ele, o parlamentar “está agindo da forma que os amazonenses já conhecem”.

Continua depois da Publicidade

“Seu interesse visa exclusivamente às eleições de 2022 e a razão da vida dele é tentar sabotar o meu governo, que vem fazendo mais em dois anos do que ele em oito”, afirmou o governador, em publicação no Twitter, nesta terça-feira (26). Braga se movimenta para enfrentar Lima na disputa pelo governo do Amazonas no próximo ano. “Deixa o trabalho falar, senador, e pare de picuinha”, pediu.

Mais cedo, Braga reforçou, pela rede social, seu pedido para que o relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), inclua o adendo que elaborou ao parecer pedindo o indiciamento do governador e do ex-secretário de Saúde do Estado Marcellus Campêlo pela crise da falta de oxigênio em Manaus.

“Ele quer incluir meu nome no relatório final – mesmo sabendo que não fui sequer investigado pela CPI”, rebateu Lima.

Continua depois da Publicidade

Nesta manhã o senador Renan Calheiros (MDB), relator do colegiado, antes da leitura do relatório nesta terça-feira (26), disse que Wilson Lima e secretário de saúde do Estado, Marcellus Campêlo, foram incluídos no relatório final  da CPI da Pandemia, além dos 10 nomes já incluídos na lista.