O portal de notícias da Amazônia



Fiscaliza Parlamento

Omar Aziz é campeão de gastos entre senadores do AM e já usou mais de meio milhão de reais do Cotão e outros benefícios

Juntos os três senadores do Amazonas já torraram R$ 1.508.429,01 milhão dos cofres públicos somente em 2023.

  • Por AM POST

  • 16/10/2023 às 11:22

  • Atualizado em 18/10/2023 às 12:45

  • Leitura em seis minutos

Notícias do Amazonas – O senador Omar Aziz (PSD), que está no cargo desde o ano de 2015 é o senador do Amazonas que mais gastou de janeiro a outubro deste ano, recursos provenientes da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap) e outros benefícios, como gastos com correios e cotas para impulsionamento em mídias sociais.

As informações estão disponíveis no Portal da Transparência do Senado Federal e foram consultadas pelo Portal AM POST no dia 13 de outubro.

PUBLICIDADE

Segundo os dados, Omar gastou um montante de R$ 565.095,41, ou seja, mais de meio milhão no período analisado pela reportagem.

 

Plínio Valério (PSDB) e Eduardo Braga (MDB) aparecem em seguida, nessa ordem. Juntos os três senadores já torraram R$ 1.508.429,01 milhão dos cofres públicos somente em 2023.

PUBLICIDADE

Entre os gastos com o chamado ‘cotão’, o senador Omar Aziz utilizou recursos para a contratação de serviços de apoio ao parlamentar, que foi especificamente usado para o pagamento de consultoria, assessoria, pesquisas, trabalhos técnicos realizados pela ‘UPLINK Assessoria e Consultoria Empresarial Eirelli-ME’.

O parlamentar do PSD gastou de janeiro a outubro o valor de R$ 30 mil mensal com a empresa, que somando chega ao montante de R$ 300 mil.

PUBLICIDADE

Aziz também gastou o valor de R$ 207.595,24 com passagens aéreas aquáticas ou terrestres. Sendo R$ 15.119,25 em janeiro; R$ 6.973,91 em fevereiro; R$ 19.084,23 no mês de março; R$ 34.056,63 em abril; R$ 56.193,07 em maio; R$ 34.351,63 no mês de junho; R$ 29.324,52 em julho e R$ 12.492,00 em agosto.

Somente com a Ceap, que corresponderam aos dois serviços, os gastos totalizaram R$ 507.595,24.

PUBLICIDADE

Diárias e outros

Omar não utilizou recursos de diárias no período, mas sim com outros materiais como compra de café, papel ofício, copos, canetas e outros materiais de expediente, de cozinha e diversos. O valor utilizado com as compras foi de R$ 5.144,99.

Aziz também gastou R$ 38.088,16 com ‘correios’, além de R$ 14.267,02 com ‘cotas para impulsionamento em mídias sociais’, que corresponde especificamente valor investido no ‘Facebook’.

Os gastos com os serviços que não são inclusos na Ceap chegaram ao total de R$ 57.500,17. A somatória dos recursos usados da cota e outros benefícios chegam ao total de mais de meio milhão.

Segundo maior gasto
Depois de Omar, aparece o senador Plínio Valério como o que mais gastou, com o montante de R$ 500.197,90 de janeiro a outubro deste ano.

O parlamentar utilizou da Ceap o valor total de R$ 433.107,10. Os gastos foram com aluguel de imóveis para escritório político, correspondentes a R$ 35.175,76; locomoção, hospedagem, alimentação e combustíveis que chegaram a R$ 21.462,81; contratação de serviços de apoio ao parlamentar no valor de R$ 237.333,24; divulgação da atividade parlamentar com gastos de R$ 47.600,00 e com passagens aéreas, aquáticas e terrestres que foram de R$ 91.535,29.

Com outros benefícios disponíveis, o senador tucano gastou R$ 67.090,80. Sendo R$ 1.400,00 com duas diárias, utilizadas nos dias 30,31 de agosto e 1º de setembro para o deslocamento de Brasília a Manaus para participar de reuniões relacionadas à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das ‘ONGs’, da qual o senador é presidente.
Valério gastou o valor de R$ 4.766,71 com combustível; R$ 56.869,11 com correios e R$ 214.054,98 com cotas para impulsionamento em mídias sociais.

Os gastos de Plínio juntos, no período, chegaram ao total de R$ 500.197,90.

Último

Em último lugar no ranking de gastos, vem o senador Eduardo Braga com um montante de R$ 443.135,70.

Braga utilizou o cotão para pagar serviços de locomoção, hospedagem, alimentação e combustíveis que somaram R$ 13.073,69; contratação de serviços de apoio ao parlamentar no valor de R$ 252.000,00 e com passagens aéreas, aquáticas e terrestres que foram no valor de R$ 134.187,20, totalizando gastos de R$ 399.260,89.

Já com diárias, combustível e outros serviços, o senador gastou R$ 43.874,81. O político utilizou R$ 19.873,30 com sete diárias para ir a Lisboa, Coimbra e Portugal, na Delegação do Senado em missão oficial nos dias 28, 29, 30 de junho e 1º, 2 e 3 de julho.

Com combustível o parlamentar gastou R$ 6.713,87 e R$ 17.287,64 com correios. Ceap e esses outros recursos somaram os R$ 443.135,70 utilizados pelo senador emedebista.

Valor da Ceap

O valor da Ceap varia conforme o estado do senador, um valor que varia entre R$ 30,4 mil a R$ 45,2 mil. O uso da cota não é ilegal e ela foi instituída pelo Ato da Comissão Diretora nº 3/2003 e regulamentada pelo Ato do primeiro-secretário nº 25/2014, como uma verba pública que tem como destino ressarcir valores aplicados em despesas relacionadas à atividade parlamentar, como passagens, diárias, combustível, publicidade, dentre outros serviços.
No entanto, por meio da divulgação dos gastos, a população tem a oportunidade de acompanhar os detalhes e fiscalizar como os parlamentares têm utilizado os recursos que são públicos.

A reportagem do Portal AM POST entrou em contato com Omar Aziz, questionou o fato dele ser campeão de gastos públicos entre senadores da bancada do Amazonas e pediu um posicionamento sobre a situação mas até o fechamento desta matéria não obteve resposta.

Redação AM POST*

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank