O portal de notícias da Amazônia



Fiscaliza Parlamento

Veja quem são os deputados federais mais faltosos da bancada do Amazonas

Atualmente, os deputados federais recebem como salário o montante de R$ 41.650,92.

  • Por AM POST

  • 12/10/2023 às 14:08

  • Atualizado em 18/10/2023 às 12:46

  • Leitura em 7ete minutos

O ano de 2023 marca o início de uma nova Legislatura e também o primeiro mandato de quatro, dos oito deputados federais do Amazonas, e dois deles, Adail Filho (Republicanos) e Amom Mandel já ocupam o top três no ranking de deputados mais faltosos de janeiro ao dia 10 de outubro deste ano.

Atualmente, os deputados federais recebem como salário o montante de R$ 41.650,92. As faltas justificadas não são descontadas da remuneração dos parlamentares.

PUBLICIDADE

De acordo com informações que podem ser consultadas no Portal da Câmara dos Deputados, juntos, os representantes do Amazonas, já se ausentaram 76 vezes do trabalho em 2023.

Mais faltoso

O ex-prefeito de Coari teve oito faltas justificadas no período, por motivo de saúde, que na Casa Legislativa é identificada como ‘Licença para Tratamento de Saúde’ e outras seis faltas não justificadas, que estão identificadas apenas como ‘Ausência’.

Adail Filho se ausentou para tratamento de saúde nos dias 22 e 23 de março; 27 de abril; 9, 10 e 11 de maio; 31 de agosto e 4 de setembro. Já as faltas não justificadas foram registradas nos dias 1º de junho; 1º, 2, 3 e 10 de agosto e 27 de setembro. Acumulando no total 14 faltas no período.

PUBLICIDADE

Segundo lugar

Depois de Adail, aparecem os deputados Átila Lins (PSD) e Amom Mandel (Cidadania) com 13 faltas, cada.

O decano do Parlamento registrou sete faltas justificadas e seis não justificadas. Sendo, que todas as ausências com justificativas foram por ‘Missão Autorizada’, que é quando o parlamentar cumpre agenda no país ou no exterior com a permissão da Câmara.

PUBLICIDADE

Átila faltou com justificativas nos dias 14 e 15 de fevereiro; 9, 14, 15 e 16 de março e 25 de abril. As ausências sem uma justificativa aconteceram nos dias 9 de janeiro; 21, 22 e 23 de março; 18 de abril e 1º de junho.

O deputado de primeiro mandato, Amom Mandel possui o mesmo número de faltas do deputado amazonense mais antigo da Casa Legislativa. Amom faltou dez sessões por também estar cumprindo ‘Missões Autorizadas’ e três sessões sem justificativas.

PUBLICIDADE

Segundo o ‘Relatório de Presença em Plenário’, disponível no site do, Parlamento, o jovem deputado se ausentou com justificativa nos dias: 7, 8, 9, 29 e 30 de março; 31 de agosto; 19 e 20 de setembro; 4 e 10 de outubro. As faltas sem justificativa foram nos dias 3 de julho, 10 de agosto e 9 de outubro.

Terceiro no ranking

Em seguida ocupando o terceiro lugar no ranking de faltosos aparece o deputado Fausto Júnior (União Brasil) com 12 ausências em sessões de janeiro ao dia 10 de outubro.

O parlamentar teve nove ausências justificadas, sendo sete por motivo de tratamento de saúde e duas porque estava em missão autorizada pela Câmara. As outras três faltas do deputado estão identificadas apenas como ‘ausência’, quando não são justificadas.

Fausto se ausentou das sessões nos dias 3 e 4 de maio 1º, 2 e 10 de agosto e 26 e 27 de setembro por tratamento de saúde e nos dias 4 e 5 de setembro por cumprir missão autorizada. Já nos dias 16 de março; 31 de agosto e 9 de outubro, o deputado se ausentou e não apresentou justificativa.

Quarta posição

No quarto lugar com onze ausências, ficou o deputado federal Silas Câmara, que exerce atualmente, o seu sétimo mandato consecutivo em Brasília.

As faltas justificadas do parlamentar totalizam seis pelo mesmo motivo: licença para tratamento de saúde e foram registradas nas seguintes datas: 14, 15 e 16 de março e 16, 17 e 18 de maio.

Por sua vez, as faltas sem explicações foram um total de cinco e aconteceram nos dias 2 de março; 23 e 24 de maio e 26 e 27 de setembro.

Menos faltosos

As informações disponíveis no site do Congresso mostram que os deputados que menos faltaram no período analisado pela nossa equipe, foram Saullo Vianna (União Brasil), Capitão Alberto Neto (PL) e Sidney Leite (PSD).

Saullo, que também exerce pela primeira vez o cargo de deputado federal acumulou apenas sete faltas, sendo duas justificadas e cinco não justificadas. O parlamentar se ausentou com justificativa nos dias 14 de setembro (tratamento de saúde) e no último dia 9 (missão autorizada). As faltas sem explicações ocorreram dias 30 e 31 de maio; 1º de junho e 24 e 31 de agosto.

Em penúltimo lugar no ranking, aparece Alberto Neto com quatro ausências, duas com explicações e duas sem explicações. Nos dias 29 e 31 de agosto, o deputado esteve em missão autorizada e nos dias 4 e 5 de setembro faltou sem justificativa.

O último lugar é de Sidney Leite, que faltou apenas duas sessões no período, sendo as duas sem justificativas, registradas nos dias 31 de maio e 1º de junho.

As informações que constam na matéria foram consultadas pela reportagem no portal da Câmara no dia 11 de outubro.

Respostas

A reportagem do Portal AM POST entrou em contato com os oito deputados federais do estado e questionou os motivos das ausências não justificadas, mas apenas dois responderam a solicitação: Amom Mandel e Fausto Júnior.

Por meio da sua assessoria de comunicação, Fausto afirmou que nos dias 16 e 31 de agosto, desembarcou em Manaus para cumprir agendas no estado e que a falta do dia 9 de outubro aparecerá em breve como justificada no portal, uma vez que já foi dada entrada no motivo da ausência.

A assessoria do deputado Amom Mandel disse que a falta sem justificativa, registrada no dia 3 de julho, se deu porque o parlamentar chegou em Brasília e a sessão havia finalizado, e por isso, não teria dado tempo de marcar a sua presença em plenário. Já a do dia 10 de agosto, foi porque o deputado estava em Manaus cumprindo agendas referentes à área da saúde no estado.

Segundo a assessoria de comunicação, a ausência do último dia 9 de Amom foi devido ao cumprimento de reuniões no Amazonas com órgãos e instituições como o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA); Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Governo do Estado e outros.

Ainda de acordo com a assessora, a justificativa em relação à falta de outubro está tramitando na Mesa Diretora e deve ser atualizada no sistema da Casa Legislativa.

Se os demais deputados responderem os questionamentos, a matéria será atualizada.

Redação AM POST*

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank