Pesquisar por em AM POST

Guerra no Oriente Médio

Conflito no Oriente Médio tem troca de tiros entre Hezbollah e Israel

Mais de 600 pessoas foram mortas, entre israelenses e palestinos.

  • Agência Brasil

  • 08/10/2023 às 10:19

  • Leitura em dois minutos

blank

Foto: REUTERS/Mohammed Salem

O segundo dia de confronto no Oriente Médio teve troca de tiros entre Hezbollah e Israel. Calcula-se que mais de 600 pessoas tenham morrido desde que o Hamas lançou um ataque contra território israelense, no último sábado (7).

O grupo libanês Hezbollah lançou neste domingo dezenas de foguetes contra três posições israelenses numa área disputada ao longo da fronteira do país com os Montes Golã, ocupados por Israel na Síria.

PUBLICIDADE

O Hezbollah declarou, em comunicado, que o ataque, com “um grande número de foguetes e obuses”, foi “em solidariedade à resistência palestiniana”. O Hezbollah, uma organização política e paramilitar apoiada pelo Irã, mantém relações estreitas com o Hamas, que controla a Faixa de Gaza.

As forças israelenses responderam com ataques de artilharia no sul do Líbano e um ataque de drones a um posto do Hezbollah próximo da fronteira, de acordo com informações dos militares israelenses.

O número de mortos no conflito já ultrapassa 600. Segundo o Ministério da Saúde palestino, 313 habitantes de Gaza morreram na ofensiva, incluindo 20 crianças, enquanto 1.990 palestinos ficaram feridos.

PUBLICIDADE

Do lado israelense, foram confirmadas aproximadamente 300 pessoas mortas e 1.864 feridas, sendo que 19 estão em estado crítico, 326 em estado grave e as restantes em estado moderado ou leve, informou o Ministério da Saúde do país.

O Exército de Israel divulgou que, dentre as vítimas fatais, estavam pelo menos 26 soldados, revelando as respectivas identidades e ressaltando que esse número deve aumentar ao longo do dia, à medida que as famílias dos militares forem notificadas.

PUBLICIDADE

Controle do território

Depois do ataque surpresa do Hamas na manhã de sábado (7), a troca de tiros continuou neste domingo, com numerosos foguetes lançados a partir da Faixa de Gaza e bombardeamentos israelenses.

As tropas israelenses dizem ter recuperado o controle de 29 regiões no interior do país que foram tomadas no sábado pelo Hamas. Israel aponta ainda que resgatou pessoas mantidas como reféns pelo Hamas nas zonas libertadas, embora não tenha fornecido números. Cinquenta pessoas – soldados, mas também civis – continuam sequestradas pelo grupo dentro de Gaza.

PUBLICIDADE

As autoridades israelenses declararam estado de emergência em todo o país, além de demarcarem uma zona militar fechada à volta da Faixa de Gaza, enquanto planejam retirar todos os residentes da área.

Agência Brasil

O AM Post apoia a causa autista
blank

O Autismo traz limitações mas, isto não significa incapacidade. Todos temos alguma habilidade.

- Nay Potarcio

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank