Cobranças abusivas e inspeções indevidas da Amazonas Energia são tema de Audiência Pública

Essas foram algumas das denúncias apresentadas por uma coopertiva de recicladores contra a concessionária de energia.

Redação AM POST

Aumento repentino na tarifa de energia elétrica, denúncias de cobranças indevidas e inspeções truculentas: essas foram algumas das denúncias apresentadas por uma coopertiva de recicladores contra a concessionária Amazonas Energia, durante audiência pública realizada, na tarde desta quinta-feira (10), pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AM), em conjunto com a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Continua depois da Publicidade

Uma das reivindicações é que seja estabelecida uma cobrança do kilowatts (Kw) igual a das empresas instaladas no Polo Industrial. “Nós estamos pedindo a taxação de energia baseado na cobrança das empresas do Distrito Industrial que pagam 0,48 centavos por kilowatts (kW) de energia. Nossa sede é no Distrito, e hoje nos é cobrado 0,89 centavos. Seria mais que justo que esse valor também se aplicasse para a gente que recicla, pois eu entendo que a reciclagem é muito necessária dentro do nosso estado”, afirmou o reciclador, Reginaldo Silva.

O deputado estadual, Álvaro Campelo, que também é membro da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB/AM, solicitou que a Amazonas Energia não aplique nenhuma penalidade aos consumidores até que se esgotem todas as possibilidades de negociação. “Só o fato de a empresa ter vindo aqui já mostra a boa vontade de resolver os problemas. Ea reconheceu as falhas que existem no atendimento e nos procedimentos que estão sendo utilizados para atender o consumidor, seja ele, residencial, comercial, ou industrial. Espero que os problemas, que aqui foram relatados, sejam resolvidos para que esses empreendedores continuem a desenvolvendo seu trabalho com dignidade e gerando empregos”, disse o parlamentar.

O presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB/AM, Nicolas Gomes, anunciou que a Comissão iniciará uma campanha informativa para levar todas as informações necessárias sobre a perícia nos medidores, entre outras demandas, para toda a população do estado do Amazonas ficar cientes quanto ao seus direitos e deveres enquanto consumidor.

Continua depois da Publicidade

Participaram da audiência, o deputado estadual Álvaro Campelo (Progressistas), Nicolas Gomes, presidente da Comissão de defesa do Consumidor da OAB/AM, Jalil Fraxe, diretor-presidente do Procon Amazonas, Radyr Oliveira, vice-presidente da Amazonas Energia, Rodrigo Moreira, diretor técnico da Amazonas Energia, Márcio André, diretor-presidente do IPEM/INMETRO, Capitão Raul Otero, sub-comandante da 16° CICOM, Dr. Eduardo Paixão, delegado titular da Delegacia Especializada em Crimes (DECON), Alcides Cordovil, administrador da Associação dos Recicladores.

Ação Civil Publica

Continua depois da Publicidade

Uma Ação Civil Publica (ACP), foi assinada na ultima sexta-feira (04), contra a bandeira vermlha patamar 2, que impactará um aumento de 5,31% nas contas de energia elétrica dos amazonenses. A ação foi protocolado na Justiça Federal pela Comissão de Defesa do Consumidor da OAB/AM, Procon Estadual e Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

* Com informações da assessoria de imprensa

Continua depois da Publicidade