Seguranças do Carrefour que espancaram homem negro até a morte tem prisão preventiva decretada

Eles vão responder por homicídio qualificado.

Redação AM POST

Os seguranças Magno Braz Borges e Giovane Gaspar da Silva, tiveram a prisão preventiva decretada nesta sexta-feira (20), pelo juiz Cristiano Vilhalba Flores, após espancarem até a morte um homem negro identificado como João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, na noite de quinta-feira (19), no supermercado Carrefour de Porto Alegre(RS).

A vítima fazia compras com a esposa quando teria feito um gesto para uma fiscal de caixa, que chamou a segurança do estabelecimento, e João Alberto foi levado para o estacionamento do supermercado, onde ocorreram as agressões.

Continua depois da Publicidade

Toda a cena foi registrada por câmeras de segurança em que é possível ver que a vítima apanha até vir a óbito. Os seguranças vão responder por homicídio qualificado.