Manaus

64° Festival Folclórico do Amazonas inicia com ‘Festa das Luzes’ e público superior a 10 mil pessoas

Ao todo, 72 grupos de danças, representados por suas respectivas ligas ou associações contemplados por meio de edital, participarão desta edição do festival.


Redação AM POST

Foi dada a largada oficial, na noite deste domingo, 12/6, do 64° Festival Folclórico do Amazonas, com a tradicional queima de fogos da “Festa das Luzes” que, este ano, contou com a participação especial do cantor George Japa e um público de mais de 10 mil pessoas. O festival, que é promovido pela Prefeitura de Manaus e governo do Amazonas, segue até o dia 23 de junho, na arena do Centro Cultural Povos da Amazônia (CCPA), na zona Sul.

Continua depois da Publicidade

De acordo com o diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Alonso Oliveira, pelos próximos 11 dias, a arena do CCPA será palco desse que é um dos mais antigos e tradicionais festivais de Manaus, por onde passarão, diariamente, a partir das 19h, quadrilhas, cirandas, danças nordestinas, nacionais e internacionais, entre outras.

”Você é o nosso convidado. Aqui reunimos crianças, alimentação, artesanato, e estamos em contato diretamente com todos os segmentos folcloristas, eles que estão espalhados em toda cidade de Manaus. Portanto, venha com segurança. Você será recebido de braços abertos”, convidou Oliveira.

A abertura do festival também foi marcada por homenagens. Grandes nomes do folclore de Manaus, como Júlio Barroso e Josefa dos Santos Costa, receberam troféus pelos relevantes serviços prestados à cultura local. Ao todo, 14 pessoas foram homenageadas.

Continua depois da Publicidade

No primeiro dia do festival, passaram pela arena os grupos Café da Redenção (dança nacional), Daraj (dança internacional), Caipira da Roça da Betânia (quadrilha tradicional), Barés (tribo), Reis do Faroeste (quadrilha de duelos) e Jurupixunas (cacetinho), que trouxeram muito brilho e colorido para primeira noite de festival.

“É uma emoção muito grande estar aqui, principalmente depois de tanto tempo parado. Foi muita correria, desde a confecção das roupas até os ensaios. Então, quando a gente desce aquela rampa, os olhos enchem de lágrimas. É muito bom. Estou muito feliz de estar de volta”, afirmou a dançarina Adriana Santos.

Continua depois da Publicidade

Ao todo, 72 grupos de danças, representados por suas respectivas ligas ou associações contemplados por meio de edital, participarão desta edição do festival, sendo 49 da categoria Prata e 23 da Bronze. Também contemplados pelo edital lançado pela Prefeitura de Manaus, os bois-bumbás Galante, Garanhão e Corre Campo, integrarão a programação da categoria Ouro.