Manaus

Algumas linhas de ônibus do transporte coletivo operam sem cobrador em Manaus

Segundo o Sinetram a medida só está sendo feita aos domingos e feriados para conter pressões inflacionárias no custo do serviço.

Redação AM POST

Algumas linhas de ônibus do transporte coletivo estão operando sem cobrador em Manaus e, nesse caso, os próprios motoristas tem que fazem a cobrança do dinheiro da passagem, bem como passar o troco para os usuários dos coletivos. A informação foi repassada por alguns leitores do AM POST.

Continua depois da Publicidade

O polemico assunto motivou várias manifestações dos rodoviários em dezembro do ano passado, chegando até uma “ameaça de guerra civil” com o intuito de evitar o desemprego dos cobradores.

O AM POST foi às ruas e falou com a população de Manaus sobre o assunto que divide opiniões entre os que condenam e os que apoiam a operação da frota de ônibus sem cobradores.

“Em vários estados essa já é uma realidade há muito tempo, ônibus sem cobrador. Então não vejo como algo ruim”, disse um usuário do transporte coletivo que não quis se identificar.

Continua depois da Publicidade

“Não seria mais fácil se todos usassem o Cartão Cidadão? Aí não precisaria que o motorista passasse troco. Talvez seja esse o objetivo daqui para frente”, completou.

Para o auxiliar administrativo, Nonato Antunes, a medida é uma exploração dos empresários com os motoristas e não ajuda nem quem usa o transporte coletivo e nem os trabalhadores.

Continua depois da Publicidade

“Não vejo como benéfico o motorista ter que acumular essa função porque atrasa todo o sistema, que já é ruim tendo duas pessoas operando. Fora o foco dos assaltos”, disse.

Resposta
A assessoria do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos (Sinetram) confirmou em nota enviada ao AM POST que algumas linhas de baixa demanda, com veículos de pequeno porte (modelo micrão), estão sim operando sem cobrador aos domingos e feriados na capital amazonense para conter pressões inflacionárias no custo do serviço. Porém, destacou que não estão previstas demissões em massa por esse motivo.

Continua depois da Publicidade

O Sinetram não respondeu questionamento da reportagem sobre os motoristas acumularem duas funções.

Leia nota na íntegra:
O Sinetram informa que o sistema de transporte coletivo está operando com alguns veículos sem cobrador em linhas com ônibus de pequeno porte (modelo micrão), linhas de baixa demanda e aos domingos e feriados. O objetivo é reduzir as despesas do sistema visando, com isso, conter pressões inflacionárias no custo do serviço. O Sinetram destaca, ainda, que não houve nem estão previstas demissões em massa por esse motivo.

Ressalta que o sistema investe constantemente em tecnologia, como nas grandes capitas brasileiras, tornando o pagamento por meio eletrônico uma realidade que visa principalmente redução do dinheiro em espécie em circulação nos ônibus. O objetivo é dar mais segurança ao passageiro transportado e agilidade no embarque e desembarque. Dessa forma, a diminuição do tempo de percurso levará o passageiro a ser transportado com maio rapidez e segurança.