Pesquisar por em AM POST

Manaus

Após visita técnica, vereador cobra audiência pública para discutir lixão da Marquise Ambiental em Manaus

A empresa é a responsável pela construção do novo aterro sanitário da capital e será questionada sobre as impactos ambientais causados pela obra.

  • Por AM POST

  • 09/11/2023 às 15:07

  • Leitura em três minutos

Após visita técnica, vereador cobra audiência pública para discutir lixão da Marquise Ambiental em Manaus

Notícias de Manaus– O vereador Lissandro Breval (Avante), afirmou que irá solicitar uma audiência pública para tratar do aterro sanitário fomentado pela construtora Marquise Ambiental, localizado na BR-174, próximo ao Igarapé do Leão e ao Rio Tarumã-Açu, na zona Oeste da capital. Ele esteve presente em uma visita realizada ao local nesta quinta-feira (9) e também enviará um questionário para a empresa responder.

PUBLICIDADE

Os vereadores que integram a Comissão e Meio Ambiente da Câmara Municipal de Manaus (CMM) foram a visita para ver de perto as condições do novo lixão. A pauta vem sendo discutida tanto pelo Parlamento Municipal, como pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), desde agosto deste ano.

“Estive no local da obra, que está em andamento, e meu objetivo, após ver a apresentação, é lutar pra que audiência pública seja realizada. Precisamos agir rápido e de forma didática para resguardar a questão ambiental e também a população que vive no entorno do igarapé do Leão”, afirmou o vereador.

A empresa tem sido denunciada por um crime ambiental no local, há alguns meses, pois o igarapé do Leão, que é o maior afluente do Tarumã, está localizado nas proximidades do aterro sanitário. A degradação ambiental causada pela construção do aterro é evidente, prejudicando não apenas o ecossistema local, mas também as comunidades que dependem do igarapé para sobreviver.

PUBLICIDADE

“O maior afluente do Tarumã, o igarapé do Leão, está ali. É um crime ambiental sem precedentes. Isso somado ao drama que centenas de pessoas que moram nas comunidades vizinhas e dependem do igarapé para viver, fica ainda mais absurdo. As águas já estão toldadas pelo barro movimentado. Vamos ver o que a empresa tem a dizer”, declarou Breval.

A empresa Marquise é a responsável pela construção do aterro sanitário e será questionada sobre as impactos ambientais causados pela obra. Breval afirmou que é preciso ouvir o posicionamento da empresa e entender quais medidas serão tomadas para mitigar os danos ao ecossistema e à população local.

PUBLICIDADE

A realização de uma audiência pública proporciona um espaço de debate e participação da sociedade civil no processo de tomada de decisão. É essencial ouvir as preocupações e sugestões da população afetada e dos especialistas na área ambiental. Dessa forma, é possível encontrar soluções mais justas e que considerem todos os aspectos envolvidos.

Imprensa barrada

A imprensa foi impedida de participar da visita técnica ao novo aterro sanitário construído pela empresa. De acordo com informações divulgadas esta semana pela imprensa, os portais e jornalistas que procuraram o setor de comunicação da Marquise para conseguirem acompanhar a agenda dos parlamentares no local, estão sendo informados de que a visita é restrita a um seleto grupo de pessoas, composto de autoridades como os vereadores e membros do Ministério Público do Amazonas (MP-AM).

PUBLICIDADE

Redação AM POST*

Acompanhar as notícias de Manaus é essencial para quem deseja estar por dentro do que está acontecendo na cidade. Manaus é repleta de história e cultura. Nossa equipe está sempre nas ruas, trazendo as notícias de Manaus com a urgência e a precisão que os eventos da capital amazonense demandam.

O AM Post apoia a causa autista
blank

Essas crianças autistas não estão fugindo ou escondendo-se, elas, de fato, estão perdidas, à espera de que alguém va ao seu alcance.

- Anne Alvarez

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank