Arthur Neto sinaliza intenção de compra de doses da vacina contra a Covid-19

O prefeito de Manaus disse que consultou o governador de São Paulo, João Dória, para entender os trâmites necessários para isso.

Redação AM POST

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, sinalizou que pretende comprar doses da vacina contra a Covid-19, a Coronavac, imunizante contra o novo coronavírus desenvolvido pela Sinovac Life Science em parceria com o Instituto Butantan, assim que estiverem disponíveis. O anúncio do chefe do Executivo municipal aconteceu na manhã desta terça-feira, 13/10, após conversa com o governador de São Paulo, João Dória, para entender os trâmites necessários para isso.

“Falei com o governador Dória, que ficou de se encontrar com o ministro da Saúde, general Pazuello, para saber em que prazo terão a vacina cedida pelo governo federal. Se terão, imediatamente aderiremos ao que estão propondo, porque queremos somar à saúde do povo. Se, porventura, houver demora, a ideia é se ter um consórcio onde entrariam vários Estados e municípios que estejam em condições de dar sua cota para comprar as vacinas”, informou Arthur Neto.

Continua depois da Publicidade

O prefeito de Manaus mencionou ainda estar em contato direto com o Instituto Butantan, que já submeteu documentos preliminares para registro da Coronavac, uma das vacinas mais promissoras do mundo por utilizar tecnologia já conhecida e amplamente aplicada em outras vacinas, à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O objetivo é agilizar a análise dos dados já disponíveis e, consequentemente, a aprovação do imunizante assim que a segurança e a eficácia forem comprovadas na fase 3 de ensaios clínicos que está em curso.

“Também liguei para o Instituto Butantan, falei com o diretor do órgão, Dr. Dimas Tadeu Covas, e ele disse que em breve terão boas notícias”, afirmou Arthur. “Agora, ele me disse também que tem uma boa sobra de vacina contra o H1N1 e que enviará para nossa Secretaria Municipal de Saúde, gratuitamente. Mas estamos lutando pela vacina contra a Covid-19, assim que ela saia”, declarou o prefeito.

O Instituto Butantan e a Sinovac Life Science assinaram no fim de setembro o contrato que prevê o fornecimento de 46 milhões de doses da vacina Coronavac. O documento contempla ainda a transferência de tecnologia da vacina, que deverá ser produzida integralmente no próprio Instituto Butantan a partir do próximo ano. As 46 milhões de doses já estarão disponíveis no Brasil até dezembro de 2020, sendo 6 milhões prontas já em outubro e as demais 40 milhões terão seu processamento finalizado no Butantan. A Sinovac se comprometeu ainda a disponibilizar outras 14 milhões de doses, que devem chegar até fevereiro do próximo ano, somando 60 milhões de doses.

Continua depois da Publicidade

“Tenho dinheiro em caixa. Seria como nossas obras, pronta-entrega. Entregou, recebeu. Espero poder viabilizar uma vacina para cada cidadão de Manaus, além do que preconiza as orientações para que de início sejam apenas para grupos prioritários. Acho que isso seria o ideal para tentarmos voltar a uma vida normal, com perspectiva de crescimento econômico. Estou esperançoso”, finalizou o prefeito.

* Com informações da Assessoria de Imprensa