Pesquisar por em AM POST

Manaus

Caso de cadela assassinada a tiro em Manaus será acompanhado pela Comissão de Proteção aos Animais da Aleam

Tutoras do animal denunciaram o seu vizinho como sendo autor do disparo que vitimou cadela, batizada como Chocolate.

  • Por AM POST

  • 12/03/2019 às 15:13

  • Atualizado em 13/03/2019 às 13:03

  • Leitura em três minutos

Redação AM POST

O assassinato de uma cadela em um condomínio residencial, localizado na Zona Leste de Manaus, está sendo acompanhado pela Comissão de Meio Ambiente Proteção aos Animais e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Alream), presidida pela deputada Joana Darc (PR).

PUBLICIDADE

De acordo com a parlamentar, sua equipe foi procurada pelas tutoras do animal, Ana Célia Radzinsky e Tamara Radzinsky, na segunda-feira (11). As mulheres denunciaram o seu vizinho, identificado como Sidonei Gonçalves, como sendo autor do disparo que vitimou cadela, batizada como Chocolate. “É mais um caso que não deixaremos passar em branco. O que essa pessoa fez é um crime, um atentado contra a vida de um animal dócil e inocente. Estou dando todo o suporte possível, para que essa senhora consiga ver esse criminoso pagando por seu ato”, disparou Joana.

Entenda o caso
Segundo o depoimento de mãe e filha a polícia, por volta das 19h desse domingo (10), Chocolate estava com ela, em frente da residência de uma vizinha. Como era filhote e não apresentava perigo, ela estava passeando sem a coleira. Sidonei estava lavando seu carro na rua, junto com suas filhas e as crianças teriam brincado com a cadela. O que teria irritado o homem, que primeiro jogou uma pedra contra Chocolate e depois efetuou o disparo com uma arma de pressão.

A violência contra Chocolate aconteceu na frente das crianças, da sua proprietária e de outros moradores do condomínio. “Ele agiu com extrema crueldade. No momento fiquei em choque, pensei até que o ferimento não tinha sido tão grave, mas ela saiu correndo, gritando de dor. Quando consegui pegar a Chocolate, ela já estava morrendo”, disse Tamara.

PUBLICIDADE

Questionado por populares, sobre o motivo de ter matado o animal, Sidonei teria dito que a cadela estava no seu terreno e que com uma arma de pressão, ele poderia sair caçando qualquer animal. Que Chocolate era apenas uma vira lata. “Ela não estava no terreno dele. Estava na área pública do condomínio, as imagens das câmeras comprovam isso”, explicou Tamara.

Boletim de Ocorrência
Na noite do caso, um Boletim de Ocorrência foi feito junto ao 14◦ Distrito Integrado de Polícia (DIP). Conduzido por policiais até a delegacia Sidonei, declarou não estar mais de posse da arma utilizada contra Chocolate. Que a mesma teria sido jogada por sua esposa.

PUBLICIDADE

Apenas a capa usada para guardar o armamento foi apresentada ao titular da delegacia. Após prestar depoimento, Sidonei foi liberado. Mas, na manhã desta terça-feira (11), o caso passou a ser acompanhado pela Delegacia de Meio Ambiente (DEMA), que dará continuidade nas investigações.

Laudo
O laudo assinado pela veterinária Gabriela Imakawa atesta que Chocolate, apresentava uma lesão cutânea sem perfuração muscular, no lado esquerdo do tórax.

PUBLICIDADE

A lesão segundo a veterinária era arredondada e com bordas bem definidas.

*Com informações da Assessoria de Imprensa

Acompanhar as notícias de Manaus é essencial para quem deseja estar por dentro do que está acontecendo na cidade. Manaus é repleta de história e cultura. Nossa equipe está sempre nas ruas, trazendo as notícias de Manaus com a urgência e a precisão que os eventos da capital amazonense demandam.

O AM Post apoia a causa autista

O autismo não limita as pessoas. Mas o preconceito sim, ele limita a forma com que as vemos e o que achamos que elas são capazes.

- Letícia Butterfield

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank