Manaus

Prefeitura alinha projeto que viabiliza tecnologia 5G em Manaus com foco no Casarão Cassina e no PIM

Segundo o presidente da ABDI, a tecnologia é um projeto muito inovador e já está sendo testada em Curitiba (PR).


Redação AM POST

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), alinhou, nesta quarta-feira, 27/7, o projeto de viabilização da tecnologia 5G na cidade, com foco no estudo de implementação no Casarão de Inovação Cassina e no Polo Industrial de Manaus (PIM).

Continua depois da Publicidade

O encontro aconteceu no Casarão da Inovação Cassina, localizado no centro histórico da capital e, durante a reunião, foi destacada a importância da tecnologia para a indústria 4.0, bem como as estratégias para o progresso da cidade de Manaus, elevada como cidade inteligente.

Na ocasião, algumas autoridades estiveram presentes, entre elas, o secretário da Semtepi, Radyr Júnior; os presidentes da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Algacir Posin e Antonio Carlos da Silva; e o titular da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Igor Nogueira Calvet.

Conforme as argumentações durante a conversa, a sinergia vem por intermédio da administração disruptiva do prefeito David Almeida com o governo federal, que, por sua vez, vai possibilitar às indústrias a tecnologia 5G. Além disso, a Prefeitura de Manaus já regularizou a Lei Complementar 002/2023, sobre a tecnologia 5G na cidade.

Continua depois da Publicidade

“Nós já temos várias regiões bem definidas aqui da nossa cidade em condições de receber o 5G. Temos uma região incentivada pelo centro de Manaus onde a prefeitura estimula as empresas de cunho tecnológico ao empreendedorismo na área jurídica e contábil, e também temos o nosso PIM. Então, hoje nós tratamos sobre a instalação dessa tecnologia”, afirma Radyr.

Segundo o presidente da ABDI, a tecnologia é um projeto muito inovador e já está sendo testada em Curitiba (PR). Ele descreve alguns dos benefícios que o 5G poderá trazer à capital amazonense.

Continua depois da Publicidade

“Nós conversamos sobre uma solução de iluminação pública acoplada a 5G que, basicamente, é uma luminária que terá capacidade de democratizar ou aumentar o acesso à população já de imediato ao 5G. E, dessa forma, viabilizar, por exemplo, o teste de veículos autônomos, luminárias com câmeras de reconhecimento facial de placas de veículos que poderão ser conectadas às autoridades policiais, desvendar eventuais delitos ou crimes muito mais rapidamente, além de proporcionar um ambiente melhor de segurança pública, tráfego e uma conectividade para a população e empresas”, explica Igor.

Conceito

Continua depois da Publicidade

O 5G é a nova grande revolução, que mudará de forma decisiva a manufatura industrial. Considerada o pilar da indústria 4.0, ela permitirá um salto em direção a fábricas predominantemente autônomas, em que os responsáveis pelo registro e análise de dados serão os sensores. A Inteligência Artificial fará os ajustes de forma contínua para que a produção se mantenha sempre de acordo com a demanda.

* Com informações da assessoria de imprensa