Manaus

Prefeitura arrecada R$ 200 mil com leilão de bens móveis em Manaus

O certame contou com a negociação de itens de escritório, materiais hospitalares, materiais de informática, aparelhos eletrônicos, aparelhos de ar-condicionado, veículos, entre outros.

Redação AM POST

Bens caracterizados como ociosos, antieconômicos ou irrecuperáveis para o município foram vendidos nesta sexta-feira, 22/7, em um leilão de bens móveis inservíveis realizado pela Prefeitura de Manaus. Com a negociação de 27 lotes de materiais diversos, foram arrecadados R$ 200 mil para os cofres públicos, informou a Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), gestora do patrimônio municipal.

Continua depois da Publicidade

O certame contou com a negociação de itens de escritório, materiais hospitalares, materiais de informática, aparelhos eletrônicos, aparelhos de ar-condicionado, veículos, entre outros, e aconteceu no hotel Adrianópolis, no bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul. Também foi possível participar de forma virtual, pelo endereço http://asamileiloes.com.br.

O principal objetivo da ação foi angariar recursos para a aquisição de novos bens permanentes, além de gerar redução nos custos administrativos para manutenção do acervo patrimonial. As negociações do leilão encerraram com mais de 500 lances ofertados.

“Leiloar esses itens foi uma solução encontrada para dar melhor destinação aos bens que não tem mais uso para a prefeitura e que estavam apenas ocupando espaço no depósito de inservíveis. Essa ação é parte de uma série de ações realizadas em conjunto com outras secretarias e órgãos, um trabalho integrado e direcionado pelo prefeito David Almeida”, destacou o secretário da Semad, Ebenezer Bezerra.

Continua depois da Publicidade

Os bens encontram-se armazenados na Central de Bens Inservíveis, na avenida Compensa, zona Oeste, e no Microdistrito Industrial de Manaus (Dimicro), localizado na rua Prímula, ramal do Brasileirinho, bairro Jorge Teixeira, zona Leste.

Um dos propósitos da ação é desocupar as instalações do Dimicro. Em uma ação integrada com a Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), que iniciou ainda em abril deste ano, a prefeitura visa destacar e melhorar a instalação de micro e pequenas indústrias que prestam serviço ao Polo Industrial de Manaus (PIM). O local há 15 anos é subutilizado, e atualmente usado como depósito de bens inservíveis.

Continua depois da Publicidade