Prefeitura de Manaus realiza entrega de cestas básicas na escola André Vidal e bairro Colônia Terra Nova

A distribuição faz parte da projeto “Abraço Solidário na Pandemia”.

Redação AM POST

A Prefeitura de Manaus realizou nesta quarta-feira, 2/9, a entrega de 507 cestas básicas para alunos da escola municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo e outras 300 para famílias do bairro Colônia Terra Nova, na zona Norte, que receberam também kit de higiene e máscara de proteção. A distribuição faz parte da projeto “Abraço Solidário na Pandemia” e é fruto de parceria com governo francês, que destinou 500 mil euros, cerca de R$ 3 milhões, ao município para serem investidos em saúde e assistência social, para minimizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus na capital.

Continua depois da Publicidade

As entregas dos kits foram realizadas pelo Fundo Manaus Solidária e pela Secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil de Manaus (Sepdec), ligada à Casa Militar. O “Abraço Solidário na Pandemia” prevê a distribuição de mais de 15 mil cestas básicas, para quem está em situação de vulnerabilidade ou risco social durante a pandemia de Covid-19 e deve beneficiar, aproximadamente, 78 mil pessoas.

A presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, ressaltou a importância do benefício para as famílias, especialmente em um momento de pandemia. Ela lembrou ainda que a parceria com o governo francês é resultado da campanha “SOS Amazônia”, lançada pelo prefeito Arthur Virgílio Neto e direcionada aos países ricos e à ambientalista sueca Greta Thunberg.

“A doação do governo da França se deu por meio do apelo do prefeito Arthur ao mundo, no momento em que ele percebeu que o problema era muito maior do que podia abraçar. Ele pediu ajuda e ela veio. Recebemos esse aporte e o transformamos em cestas básicas. Para nós, é gratificante ver que as cestas estão chegando nas mãos de quem precisa e que elas, mesmo que pontual, irão fazer a diferença na vida de muitas famílias. É isso que queremos, amenizar dificuldades desse momento de pandemia e levar um pouco de conforto a famílias que já enfrentam tantas dificuldades”, afirmou a primeira-dama.

Continua depois da Publicidade

Para a aquisição das cestas básicas foi destinado um montante de R$ 1.428.571, que resultou na compra de 15.585 cestas. Desse total, já foram entregues ou estão em fase de conclusão de distribuição de cestas aos permissionários das galerias dos Remédios e Espírito Santo, do shopping Phelippe Daou, profissionais da área da cultura e do turismo (927); usuários das cozinhas comunitárias (834); agentes de limpeza pública e catadores de material reciclável (230); os usuários do Espaço de Atendimento Multidisciplinar ao Autista Amigo Ruy (Eamaar) receberam 89 e a escola especial André Vidal (507).

O Fundo Manaus Solidária também deu início, na última segunda-feira, 31/8, a entrega porta a porta de cestas básicas oriundas do convênio com o governo da França. Uma das famílias beneficiadas com a doação foi a da dona de casa Maria Machado de Brito, 51. Com dois filhos com deficiência mental, Alexsandro de Brito, 26, e Alessandro de Brito, 30, ela agradeceu a todas as pessoas envolvidas no processo de distribuição de cestas básicas, uma vez que por ter filhos que precisam de atenção integral, ela não consegue trabalhar fora e o sustento da família se dá por meio dos benefícios sociais proporcionados pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Continua depois da Publicidade

“Tenho dois filhos com deficiência mental, não posso trabalhar fora e ninguém me ajuda com nada. O que temos é o que recebemos do INSS, por isso, tudo o que recebemos é bênção e essa cesta básica é uma grande bênção para a nossa família. Esses alimentos chegam para fortalecer os meus filhos, a minha família. Sou muito agradecida por esta doação para os meus filhos”, falou.

O diretor da escola André Vidal, Helivan Dantas, agradeceu, em nome dos pais, pelas doações. “Essas famílias precisam muito de auxílio e as cestas chegam em um momento importante para todas elas. Só temos a agradecer pela atenção com que a prefeitura sempre teve com a nossa escola, com os nossos alunos”, afirmou.

Continua depois da Publicidade

Desde abril, o Fundo Manaus Solidária já fez a distribuição de seis mil cestas básicas e três mil cartões vale-alimentação, no valor de R$ 50 cada, beneficiando diretamente a 6.630 famílias. O fundo também doou mais de cinco mil peças de vestuário novas e quatro mil usadas, destinadas à população por meio do drive-thru solidário montando na sede da Prefeitura de Manaus, com a arrecadação de máscaras de tecido e descartáveis, protetores faciais, luvas, aventais de proteção, garrafas de álcool 70%, alimentos, itens de higiene e limpeza.

Área de risco

A Defesa Civil do Município também recebeu três mil cestas básicas do Fundo Manaus Solidária, que começaram a ser entregues a famílias residentes em áreas de risco e em vulnerabilidade social. A entrega começou com a distribuição de 300 cestas no bairro Colônia Terra Nova, de um total de 3 mil.

Segundo o secretário-executivo da Defesa Civil, Cláudio Belém, o planejamento das doações acontece até o próximo dia 15. “No decorrer dos dias, atenderemos mais nove bairros por toda a cidade. Serão 300 famílias por dia, que fazem parte dos dados levantados por nossa equipe para identificar os mais necessitados, conforme nos determinou o prefeito de Manaus, Arthur Neto”, explicou.

Para a dona de casa e beneficiada com uma das cestas, Carla Camila da Costa Chaves, 27, foi uma surpresa saber que teria direito ao kit. “Eu confesso que não estava esperando, mas receber a cesta básica e o kit de higiene é uma alegria. Muita gente tem vergonha de dizer que precisa, eu só consigo agradecer de todo o coração. Essa doação veio em boa hora porque eu estou desempregada e a minha família é muito grande, somos dez ao todo”, disse.

As ações continuam por mais nove dias atendendo outros bairros com área de risco. Dentre eles, o bairro Mauazinho, Jorge Teixeira, Petrópolis, Tarumã, Riacho Doce, Monte das Oliveiras, Jardim Mauá, Puraquequara e Colônia Antônio Aleixo. O chamamento dos beneficiados é feito pelo Núcleo de Proteção e Defesa Civil (Nupdec), de cada bairro que realiza o contato com as famílias orientando sobre a hora e o local da retirada dos donativos.

* Com informações da Assessoria de Imprensa