Pesquisar por em AM POST

Manaus

Procuradores da CMM terão salários reduzidos para R$ 35,4 mil

A sentença em caráter de urgência atende a um pedido do Ministério Público do Amazonas (MP-AM).

  • Por AM POST

  • 29/07/2019 às 15:23

  • Atualizado em 30/07/2019 às 13:11

  • Leitura em dois minutos

Redação AM POST –

O juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública do Amazonas, César Luiz Bandiera, determinou que a Câmara Municipal de Manaus (CMM) reduza o salário de procuradores ao teto da remuneração de desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM). Ao Desembargador é pago 90,25% da remuneração do Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Assim, os Procuradores da CMM deixarão de receber R$ 39,2 mil, o mesmo que o membro do STF, e passarão a ganhar R$ 35,4 mil, como os Desembargadores do TJ-AM.

PUBLICIDADE

“Defiro a tutela de urgência requerida para determinar que os requeridos apliquem, de imediato, o teto remuneratório de desembargador de Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas, limitado a 90,25% do subsídio mensal, em espécie, dos Ministros do Supremo Tribunal Federal, aplicando-se, para efeitos de cálculo do teto remuneratório, a Resolução nº 14/2006 do CNJ, salvo em relação às horas extras que devem integrar o cálculo do teto constitucional juntamente à remuneração recebida no mês pelo servidor”, diz trecho da decisão.

A sentença em caráter de urgência atende a um pedido do Ministério Público do Amazonas (MP-AM), em ação civil pública ingressada em maio deste ano. Em 2017, a 70º Promotoria de Justiça Especializada na Defesa e Proteção do Patrimônio Público (70º Prodepp), instaurou um inquérito civil, de nº 030.2017.000005, para investigar as notícias divulgadas pela imprensa local a respeito da existência de “supersalários” na CMM pagos aos procuradores da Casa Legislativa. “Ocasião em que foi apurado pelo Parquet a não aplicação correta do teto remuneratório aos servidores”, diz trecho da decisão.

De acordo com o MP-AM, a investigação demonstrou que a Câmara aplicava incorretamente o teto de remuneração àqueles servidores, uma vez que o próprio STF, ao julgar o recurso especial nº 663696 esclareceu que o teto da remuneração a ser pago a procuradores municipais deve ser o subsídio de desembargador do TJ-AM e não, como fazia a CMM, o mesmo valor pago aos Ministros do STF.

PUBLICIDADE

*Com informações da Assessoria de Imprensa

Acompanhar as notícias de Manaus é essencial para quem deseja estar por dentro do que está acontecendo na cidade. Manaus é repleta de história e cultura. Nossa equipe está sempre nas ruas, trazendo as notícias de Manaus com a urgência e a precisão que os eventos da capital amazonense demandam.

O AM Post apoia a causa autista

Um anjo pergunta à Deus: O que é um autista? E Deus lhe responde: É um de vocês que permito descer à Terra!

- Lu Lena

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank