Manaus

Segunda noite de festival folclórico agita público no Centro Cultural Povos da Amazônia em Manaus

Quadrilhas, cirandas, cacetinho, tribos, boi-bumbá, danças nacionais, internacionais e nordestinas serão apresentados pelos grupos na disputa de suas respectivas categorias.


Redação AM POST

Na segunda noite de apresentações do 64° Festival Folclórico do Amazonas, nesta segunda-feira, 13/6, os grupos que integram as categorias bronze e prata, agitaram as mais de 5 mil pessoas presentes na arena do Centro Cultural Povos da Amazônia (CCPA), no Distrito Industrial, zona Sul. O festival é promovido pela Prefeitura de Manaus e o governo do Amazonas, e segue até o dia 23, sempre a partir das 19h, com entrada gratuita.

Continua depois da Publicidade

A apresentação da segunda noite do evento foi feita pelos grupos folclóricos: União Hit Dance (dança alternativa), Filhos de Lampião (dança nordestina), Garotas da Noite (quadrilha cômica), Águias de Ouro (ciranda), Syria do Amazonas (dança internacional) e Unidos na Roça (quadrilha tradicional).

Conforme o diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Alonso Oliveira, o festival retorna ao calendário de eventos do município movimentando a economia local com um fomento de aproximadamente R$ 1 milhão.

“Esse festival tem uma importância grandiosa para a gestão do prefeito David Almeida, que atendeu as reivindicações do segmento folclórico de nossa cidade. Uma delas foi trazer o festival para o mês de junho, outra foi rever várias danças que estavam fora da categoria bronze, que precisam de uma oportunidade, fizemos tudo o que foi prometido. Contribuímos também com esse fomento de 20% de aumento. Hoje, nós temos praticamente R$ 1 milhão de investimentos na realização desse festival”, pontua Alonso.

Continua depois da Publicidade

O diretor da Liga Independente dos Grupos Folclóricos de Manaus, José de Arimatéia, que coordena 89 grupos folclóricos, conta que a expectativa para o festival é alta, após dois anos sem o evento por conta da pandemia de Covid-19.

“O mês de junho é altamente festivo, de alegria, o mês da família, e a nossa expectativa é a melhor possível, porque estávamos há dois anos parados por conta da pandemia de Covid-19, todos estavam reclusos em casa, ontem (domingo) tivemos um grande público de mais de 10 mil pessoas, o público compareceu aqui na arena Povos da Amazônia porque estava com saudades dessa grande festa popular, das comidas típicas. Realmente, esse festival é um sucesso, só pelo fato da Prefeitura de Manaus e do governo do Estado resgatarem a cultura popular, e com certeza esse investimento tem um retorno garantido” enfatiza.

Continua depois da Publicidade

O jornalista Josias Muniz, 31, levou a namorada Susy Ferreira, 35, para prestigiar a segunda noite do evento, após ver a divulgação nas redes sociais da prefeitura.

“Antes da pandemia eu cheguei a acompanhar alguns festivais, e, agora, no pós-pandemia, esperamos que seja muito produtivo como nos anos anteriores, e tem tudo para ser, por conta da volta do festival, aqui no Povos da Amazônia”, comenta.

Continua depois da Publicidade

Atrações

Quadrilhas, cirandas, cacetinho, tribos, boi-bumbá, danças nacionais, internacionais e nordestinas serão apresentados pelos grupos na disputa de suas respectivas categorias.

Neste ano, o corpo de jurados é composto por seis integrantes: teatrólogos, antropólogos, musicistas e historiadores, todos técnicos e com vasta experiência.

Além das apresentações dos grupos folclóricos, o festival também conta com uma feira de artesanato coordenada pela Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi) e um espaço atrativo para crianças (área Kids).

Os horários e a programação completa do festival podem ser consultados no site da Manauscult, pelo link https://bit.ly/64°FFA.

Gastronomia

Este ano, 30 barracas compõe a feira gastronômica do festival, que foram doadas pelo governo do Amazonas e Prefeitura de Manaus às instituições sociais assistidas pelo Fundo de Promoção Social (FPS) do Estado e pelo Fundo Manaus Solidária do município, que estão operando as vendas de comidas e bebidas no local.

As barracas estão localizadas próximas à arquibancada do anfiteatro e funcionarão durante todo o evento, iniciando a venda de produtos às 18h, com preços variando entre R$ 5 e R$ 35.

O cardápio do festival apresenta comidas regionais e típicas da época junina, como milho cozido, pamonha, bolo de macaxeira, além de outros pratos como carne de sol, tacacá, farofas diversas, cachorro-quente, sanduíches, pizza, entre outros.