Manaus

STJ concede habeas corpus a Alejandro Valeiko

Decisão é assinado pelo presidente do STJ, ministro João Otávio Noronha.


Redação AM POST

Alejandro Molina Valeiko, preso por envolvimento no Caso Flávio, teve habeas corpus concedido pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e assinado pelo presidente do órgão, ministro João Otávio Noronha. Ele deve deixar a qualquer momento o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) 1, onde cumpre prisão preventiva desde o último dia 7 de dezembro.

Continua depois da Publicidade

“Não há clareza quanto à dimensão dos crimes que lhe são imputados”, afirma o magistrado na decisão que estabelece que Alejandro fique em casa durante à noite usando tornozeleira eletrônica, além de proibi-lo de sair de Manaus.

Alejandro é um dos cinco indiciados por envolvimento na morte do engenheiro Flávio Rodrigues, 42, encontrado morto no dia 30 de setembro, após participar de uma festa na casa do filho da primeira dama de Manaus, Elisabeth Valeiko.

A decisão da soltura foi expedida no início da noite dessa quinta-feira (26), às 20h12 pelo horário de Brasília.
O pedido foi feito pela defesa de Alejandro no dia 22 de dezembro.

Continua depois da Publicidade

Veja documento: