Pesquisar por em AM POST

Mundo

Candidata à prefeitura de cidade mexicana é assassinada em comício

Gisela Gaytán, de 38 anos, uma candidata da situação à prefeitura de Celaya.

  • Por AM POST

  • 03/04/2024 às 08:20

  • Leitura em dois minutos

Foto: Reprodução

Na noite de segunda-feira (1º/04), a atmosfera política no estado mexicano de Guanajuato foi abalada pelo assassinato a tiros de Gisela Gaytán, de 38 anos, uma candidata da situação à prefeitura de Celaya.

O trágico incidente ocorreu logo após seu primeiro comício de campanha, causando indignação em todo o país. O presidente Andrés Manuel López Obrador expressou veemente repúdio ao crime, classificando-o como um ataque à democracia.

PUBLICIDADE

Desde o início do processo eleitoral para as eleições gerais de 2 de junho, em outubro passado, pelo menos 15 pessoas, entre candidatos e pré-candidatos a cargos regionais, foram vítimas de assassinato no estado de Guanajuato, de acordo com informações da secretaria de Segurança local.

Segundo a consultoria Laboratorio Electoral, entre 4 de junho de 2023 e 26 de março de 2024, ocorreram 59 assassinatos relacionados a “episódios de violência eleitoral” em todo o país, sendo 26 das vítimas postulantes a cargos eletivos.

A morte de Gaytán e de Adrián Guerrero, aspirante a um assento na Câmara de Vereadores, chocou a nação e levou as autoridades a uma reflexão urgente sobre a segurança dos candidatos. O presidente López Obrador lamentou profundamente o ocorrido, destacando a coragem daqueles que lutam pela democracia e pedindo medidas enérgicas para garantir a proteção dos postulantes.

PUBLICIDADE

Gaytan havia solicitado recentemente proteção às autoridades, porém, não obteve resposta. Esta falha no sistema de segurança levantou questões sobre possível negligência por parte do governo, enquanto as investigações buscam esclarecer os detalhes do ocorrido.

O governador de Guanajuato, Diego Sinhue, do conservador PAN (oposição), prometeu que o ataque contra Gaytán “não ficará impune” e se comprometeu a coordenar esforços para garantir a segurança dos candidatos.

PUBLICIDADE

Guanajuato é considerado o estado mais violento do México, com mais de 3 mil homicídios registrados em 2023. Celaya, por sua vez, é o epicentro de uma guerra entre o cartel de Santa Rosa de Lima e o Jalisco Nova Geração, destacando a gravidade do contexto em que ocorreu o trágico assassinato de Gisela Gaytán.

Redação AM POST

PUBLICIDADE

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank