Pesquisar por em AM POST

Guerra

Exercício de “contra-ataque nuclear” é supervisionado pelo líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, segundo agência oficial

Kim Jong-un faz o segundo lançamento de ‘grande ogiva’ projetada para um míssil de cruzeiro estratégico

  • Por AM POST

  • 23/04/2024 às 15:13

  • Atualizado em 23/04/2024 às 15:17

  • Leitura em dois minutos

Exercício de "contra-ataque nuclear" é supervisionado pelo líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, segundo agência oficial

Exercício de “contra-ataque nuclear” é supervisionado pelo líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, segundo agência oficial – Kim Jong Un – Foto: STR/KCNA via KNS/AFP

Recentemente, a Coreia do Norte realizou mais uma demonstração de sua capacidade militar ao conduzir um exercício que simulou um “contra-ataque nuclear”. A ação foi supervisionada pelo próprio líder do país, Kim Jong-un, e relatada pela agência de notícias estatal, a KCNA. Este evento marca o segundo teste de mísseis pelo país em apenas uma semana, destacando uma crescente intensificação em suas demonstrações militares.

Detalhes do Exercício de “Contra-ataque Nuclear”

Na última segunda-feira, conforme relatos da agência KCNA, a Coreia do Norte efetuou um exercício estratégico que envolveu o disparo de “unidades múltiplas de foguetes supergrandes”. Estes foguetes alcançaram com sucesso um alvo localizado a aproximadamente 352km de distância. A precisão e o êxito da operação foram exaltados por Kim, que acompanhou de perto a execução do plano.

PUBLICIDADE

Os foguetes foram lançados da região de Pyongyang e percorreram cerca de 300 km antes de caírem no mar, ao leste da Península Coreana. Este evento sucedeu um teste anterior realizado na sexta-feira da mesma semana, no qual foi testada uma “ogiva supergrande” desenhada para um míssil de cruzeiro estratégico, apontando para um incremento nas capacidades militares norte-coreanas.

Contexto Geopolítico e Reações Internacionais

A realização destes testes ocorre em um contexto de tensões geopolíticas, especialmente após a Rússia, um dos aliados de Pyongyang, ter exercido seu direito de veto no Conselho de Segurança da ONU. Em março, a Rússia vetou a continuação de um painel de especialistas encarregados de monitorar as sanções impostas à Coreia do Norte por seu programa nuclear e de armas. Este ato reforça o isolamento e a determinação do regime norte-coreano em prosseguir com seu desenvolvimento militar, desafiando as pressões internacionais.

Redação Site On

PUBLICIDADE

O AM Post apoia a causa autista
blank

O Autismo é ver o mundo de um outro jeito, e cada um de nós temos que achar um jeito de entender as diferenças.

- Dr. Leonardo Maranhão

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank