Pesquisar por em AM POST

Mundo

Israel se prepara para iniciar ofensiva gradual em Rafah

Israel planeja proceder em fases, evacuando bairros com antecedência.

  • Estadão Conteúdo

  • 24/04/2024 às 13:15

  • Leitura em dois minutos

blank

Foto: AFP / CP

Israel está avançando com planos para uma ofensiva militar para tomar Rafah, o último reduto remanescente do Hamas em Gaza, mas respondeu à pressão dos EUA e internacional desmantelando planos para um ataque total em favor de uma abordagem mais gradual que procura limitar vítimas civis, de acordo com autoridades egípcias e ex-autoridades israelenses. Israel planeja proceder em fases, evacuando bairros com antecedência antes de passar para novas áreas, disseram essas autoridades.

As operações também serão provavelmente mais direcionadas do que os ataques anteriores em Gaza e envolverão a coordenação com autoridades egípcias para proteger a fronteira Egito-Gaza.

PUBLICIDADE

As autoridades israelenses comprometeram-se a tentar minimizar as vítimas civis, transferindo os palestinos para enclaves humanitários que tenham comida, água, abrigo e serviços médicos. Espera-se também que Israel oriente as pessoas com folhetos e telefonemas sobre onde ir, como fez no passado.

Jacob Nagel, ex-conselheiro de segurança nacional israelense, disse acreditar que a operação em Rafah provavelmente seria diferente dos ataques terrestres israelenses ao norte de Gaza e a Khan Younis no início da guerra. Ele disse que Israel teria como alvo partes da cidade de forma independente, movimentando a população de acordo.

Israel tem prosseguido com os seus planos para Rafah nos últimos dias e semanas, especialmente porque as negociações para o Hamas libertar os reféns detidos pelo grupo militante parecem ter fracassado, aumentando a pressão pública sobre o governo para agir. “A principal razão pela qual não entramos em Rafah foi porque havia um acordo no ar”, disse Nagel. “Agora as pessoas entendem que não há acordo.”

PUBLICIDADE

As autoridades israelenses compartilharam os seus planos com o Egito, que alertou que uma invasão de Rafah empurraria os palestinos para a Península do Sinai. Embora o Egito tenha trabalhado para preparar tendas dentro da faixa, também intensificou os reforços de segurança no seu lado da fronteira.

O Wall Street Journal informou anteriormente que a evacuação de pessoas em Rafah duraria de duas a três semanas e seria feita em coordenação com os EUA, o Egito e outros países árabes, como os Emirados Árabes Unidos, citando autoridades egípcias.

PUBLICIDADE

Eles disseram que Israel planeja mover tropas para Rafah gradualmente, visando áreas onde Israel acredita que os líderes e combatentes do Hamas estejam escondidos. Os combates devem durar pelo menos seis semanas, disseram.

Estadão Conteúdo

PUBLICIDADE

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank