Nevada e Geórgia podem definir as eleições dos EUA nesta quinta-feira

Esses dois podem ser suficientes para definir quem vai comandar a Casa Branca pelos próximos quatro anos.

Os estados de Nevada e Geórgia podem definir as eleições dos Estados Unidos nesta quinta-feira (5). Faltam os resultados de cinco estados, mas esses dois podem ser suficientes para definir quem vai comandar a Casa Branca pelos próximos quatro anos.

Se vencer em Nevada, o candidato democrata Joe Biden terá votos suficientes no Colégio Eleitoral para ser eleito o 46º presidente dos EUA. Para o republicano Donald Trump, o caminho é mais difícil: é necessário vencer na Geórgia, na Carolina do Norte e na Pensilvânia e virar o resultado em Nevada.

O democrata lidera a corrida com 264 votos no Colégio Eleitoral (para vencer, é preciso chegar a 270). O atual presidente tem 214 e deve garantir mais 3 votos no Alasca (Trump lidera por 29 pontos percentuais no estado), mas o pequeno número de delegados não deve fazer diferença no resultado da eleição.

Continua depois da Publicidade

Se Biden… vencer em Nevada: atinge os 270 votos necessários para vencer no Colégio Eleitoral.
Se Biden… virar na Geórgia: atinge 280 votos no Colégio Eleitoral, 10 a mais que o necessário para vencer a eleição.
Se Trump… virar em Nevada: precisa também vencer na Geórgia, na Carolina do Norte e na Pensilvânia para chegar a 271 votos, um a mais que o necessário para se reeleger. Com o Alasca (onde deve vencer), vai a 274.

Nevada deve voltar a divulgar a apuração às 14h (horário de Brasília). O democrata lidera por menos de 1 ponto percentual no estado, que tem os 6 votos necessários para o democrata vencer a eleição no Colégio Eleitoral, segundo projeções da agência de notícias Associated Press (AP).

Com 75% dos votos projetados, Biden tem 49,3% e Trump, 48,7%. Ainda é possível uma virada republicana, mas os votos das regiões de Las Vegas e Reno devem manter a vantagem democrata.

Continua depois da Publicidade

Também há expectativa de divulgação dos resultados na Geórgia, que vale 16 votos no Colégio Eleitoral. Trump lidera por menos de 0,5 ponto percentual, mas a vantagem tem diminuído consideravelmente.

A corrida no estado ficou muito apertada com a apuração dos votos por correspondência, e a expectativa está nas cédulas enviadas por correio na região de Atlanta.

O republicano lidera também por 1,4 ponto percentual na Carolina do Norte (15 votos) e menos de 3 na Pensilvânia (20 votos), onde a diferença vem diminuindo consideravelmente (eram 14 pontos de vantagem na madrugada de ontem).

Continua depois da Publicidade

Os muitos votos enviados pelo correio nas cidades grandes da Pensilvânia, que ainda não foram contados, podem virar o jogo a favor de Biden. Na Carolina do Norte Trump deve confirmar o favoritismo.

Fonte: G1