Pesquisar por em AM POST

Mundo

Putin volta à Coreia do Norte após 24 anos

O primeiro encontro em 24 anos: Vladimir Putin volta à Coreia do Norte, que marca um aprofundamento das relações bilaterais. Quais serão os impactos e as perspectivas futuras dessa aliança?

  • Por AM POST

  • 18/06/2024 às 09:24

  • Atualizado em 18/06/2024 às 09:29

  • Leitura em três minutos

Putin volta à Coreia do Norte após 24 anos

Putin volta à Coreia do Norte após 24 anos – Kim Jong Un e Vladimir Putin se reúnem na Rússia em 13 de setembro de 2023 — Foto: KCNA via REUTERS

 

Putin e a Reinvenção da Diplomacia Russo-Norte-Coreana

PUBLICIDADE

Quando o presidente russo Vladimir Putin pisa novamente em solo norte-coreano após quase um quarto de século, ele não apenas revisita um velho aliado mas também sinaliza uma era potencialmente transformadora nas relações internacionais. Esta terça-feira (18), em sua primeira visita ao país desde julho de 2000, traz consigo promessas de elevar as relações com a Coreia do Norte a um patamar nunca antes visto.

A visita de Putin, que acontece a convite do líder norte-coreano Kim Jong Un, ocorre em um contexto de crescente tensão global, especialmente considerando as circunstâncias que rodeiam a guerra na Ucrânia. As implicações dessa viagem são amplas, e tanto Moscou quanto Pyongyang parecem prontas para firmar um acordo de parceria que abrange desde questões econômicas até segurança.

O Contexto e os Contornos de uma Parceria Estratégica

PUBLICIDADE

Durante o encontro que durará dois dias, espera-se que ambos os líderes discutam e possivelmente assinem um novo acordo de cooperação. Segundo Yuri Ushakov, assessor de política externa de Putin, o acordo “delimitaria as perspectivas para uma cooperação futura” e é dito não ser contra qualquer outro país. No entanto, este movimento tem suscitado preocupações significativas em Washington, onde a Casa Branca expressou alarme sobre o aprofundamento das relações entre Rússia e Coreia do Norte.

Preocupações Globais e Reações Internacionais

PUBLICIDADE

As implicações da visita de Putin à Coreia do Norte vão além da mera diplomacia. Há acusações dos Estados Unidos de que Pyongyang tem fornecido suporte militar à Rússia para a guerra na Ucrânia, uma alegação que tanto a Rússia quanto a Coreia do Norte negam. A situação destaca o isolamento crescente de Putin no cenário mundial e o papel estratégico que Kim Jong Un desempenha ao aceitar a visita do líder russo.

O Futuro das Relações Russo-Norte-Coreanas

PUBLICIDADE

Putin volta à Coreia do Norte em um momento crítico, não só para as relações bilaterais mas para o equilíbrio geopolítico regional e global. O que será acordado nos próximos dias pode redefinir as dinâmicas de poder na Ásia e além, especialmente em um tempo onde as tensões entre grandes potências estão em ascensão.

Com a guerra na Ucrânia como pano de fundo, a aliança entre Putin e Kim não é apenas sobre fortalecer laços antigos, mas sobre moldar um novo alinhamento estratégico contra o que eles percebem como um domínio ocidental liderado pelos Estados Unidos. As decisões tomadas durante essa visita não só afetarão as relações entre os dois países, mas também terão ramificações significativas para a ordem mundial atual.

Redação Site On

O AM Post apoia a causa autista
blank

A mente de uma criança com Transtorno do Espectro Autista pode ser associada a um quebra-cabeças. Parece difícil de entendê-la no primeiro momento. Porém, quando utilizamos a metodologia certa as tornamos fácil e percebemos que as dificuldades podem ser superadas.

- Jorge Tertuliano

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank