Pesquisar por em AM POST

Mundo

Suíça convida Brasil para conferência pela Paz na Ucrânia; governo Lula só participará se a Rússia comparecer

O evento, previsto para acontecer entre 15 e 16 de junho nos arredores de Lucerna, Suíça, contará com a presença de chefes de Estado de todo o mundo.

  • Por AM POST

  • 01/05/2024 às 11:54

  • Leitura em dois minutos

Suíça convida Brasil para conferência pela Paz na Ucrânia; governo Lula só participará se a Rússia comparecer

Suíça convida Brasil para conferência pela Paz na Ucrânia; governo Lula só participará se a Rússia comparecer – O chanceler Mauro Vieira Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

A Suíça, historicamente neutra, planeja uma cúpula para debater a paz entre Rússia e Ucrânia, e convidou o presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), para participar. No entanto, o Brasil expressou sua condição de que a Rússia deve estar presente para garantir uma negociação justa.

PUBLICIDADE

O Convite e a Reação Brasileira

O evento, previsto para acontecer entre 15 e 16 de junho nos arredores de Lucerna, Suíça, contará com a presença de chefes de Estado de todo o mundo, incluindo o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Mais de 100 países receberam convites para a cúpula.

O Itamaraty declarou que o Brasil só aceitará participar se a Rússia estiver presente. No entanto, o Kremlin se posicionou contra a participação devido à visão de que o evento é um projeto dos “democratas americanos”.

O Papel da Suíça na Mediação do Conflito

Desde janeiro, a Suíça está organizando a conferência para promover o debate sobre a paz na Ucrânia. Apesar da resistência da Rússia, a Suíça já atuou como mediadora em conflitos anteriores e agora tenta encontrar uma resolução para a guerra que já dura mais de dois anos.

PUBLICIDADE

Atuação do Brasil e Diplomacia

Celso Amorim, assessor especial da presidência brasileira, recentemente viajou para Moscou para participar de uma conferência internacional sobre segurança. Ele se encontrou com líderes russos, discutindo temas como a guerra entre Rússia e Ucrânia, o papel da ONU e as alianças militares globais.

Reflexões e Questionamentos

A recusa russa em participar da conferência levanta questões sobre como será possível alcançar a paz sem a presença de um dos principais atores do conflito. Além disso, a posição do Brasil, insistindo na participação russa, mostra uma postura clara sobre a importância do diálogo inclusivo.

PUBLICIDADE

Redação Site On

O AM Post apoia a causa autista
blank

O Autismo é ver o mundo de um outro jeito, e cada um de nós temos que achar um jeito de entender as diferenças.

- Dr. Leonardo Maranhão

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank