Polícia

Adolescentes são apreendidos por estupro, roubo, sequestro, cárcere privado, tortura e tráfico de drogas em Manaus

A operação teve como foco combater os atos infracionais análogos, praticados pelos adolescentes.


Redação AM POST

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), deflagraram, ao longo de quarta (23/03) e quinta-feira (24/03), Operação Primor, que resultou na apreensão de nove adolescentes, de idades entre 15 a 18 anos, por atos infracionais análogos aos crimes de estupro, roubo, sequestro, cárcere privado, tortura e tráfico de drogas.

Continua depois da Publicidade

As apreensões ocorreram nas zonas centro-sul, leste, oeste e norte. De acordo com a delegada Juliana Tuma, titular da unidade especializada, as diligências em torno do caso iniciaram após o Juizado da Infância e da Juventude Infracional determinar a apreensão dos adolescentes.

“É importante salientar que a operação teve como foco combater os atos infracionais, cometidos por esses adolescentes. Agora, eles cumprirão medidas socioeducativas”, informou a delegada.

Ainda conforme a autoridade policial, durante a operação, no Bairro da União, zona centro-sul, um adolescente de 17 anos, que responde por tráfico de drogas e dano, tentou empreender fuga pela janela do quarto da residência em que encontrava-se.

Continua depois da Publicidade

“Nós obtivemos êxito em todas as apreensões realizadas ao longo desses dois dias. Estamos sempre trabalhando em prol da segurança pública, garantindo o bem estar dos moradores da capital e do Estado”, ressaltou Juliana.

A titular explicou que dois jovens de 18 anos também foram apreendidos durante as diligências, pois praticaram atos infracionais análogos aos crimes de tráfico de drogas e roubo, quando ainda tinham 17 anos.

Continua depois da Publicidade

Os adolescentes responderão por atos infracionais análogos aos crimes de estupro, roubo, sequestro, cárcere privado, tortura, roubo e tráfico de drogas e serão encaminhados à Centros Socioeducativos.