Polícia

Bebê recém-nascida é resgatada em meio a fezes e larvas

Polícia Civil investiga o caso.


Redação AM POST

Uma criança recém-nascida foi resgatada pelo dentista da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), Gustavo Renan, de dentro de uma latrina na Reserva Indígena do Guarita, em Redentora, na Região Norte do RS. O bebê foi encaminhado ainda na segunda-feira (28) ao Hospital Santo Antônio, de Tenente Portela, e passa bem. A Polícia Civil investiga o caso.

Continua depois da Publicidade

O homem que atende a população indígena da reserva, a maior do RS, duas vezes por semana. Ele foi avisado por uma indígena que havia uma criança em uma espécie de vaso sanitário improvisado pelos moradores do local.

“Quando cheguei, vi uma latrina cheia de fezes e areia. Coloquei a lanterna do celular e ouvi um choro bem baixo, quase um murmúrio. Arranquei o assento de madeira, enfiei as mãos nas fezes e tirei uma criança lá de dentro. Quando tirei, parecia um zumbi. Não se enxergava o rosto, porque estava coberto de larvas”, contou o dentista ao G1.

Gustavo relatou ainda que a criança estava com o cordão umbilical e coberta pela placenta. O bebê foi levado para um hospital.

Continua depois da Publicidade