Pesquisar por em AM POST

Polícia

Caso Débora: Família confirma que ossada encontrada é do bebê Arthur

Exame realizado no Instituto Médico Legal (IML) confirmou o DNA do bebê.

  • Por AM POST

  • 14/12/2023 às 18:08

  • Atualizado em 14/12/2023 às 18:37

  • Leitura em dois minutos

Exame

Foto: Divulgação

Notícias de Manaus– A família da jovem Débora Alves da Silva, de 18 anos, que estava grávida e foi morta em julho deste ano, afirmou nesta quinta-feira (14) que a ossada humana de criança encontrada no início de novembro, nas proximidades onde o corpo da vítima foi encontrado, no bairro Mauazinho, zona Leste de Manaus, é do bebê Arthur.

Em depoimento à polícia, o assassino de Débora, Gil Romero, em uma primeira versão afirmou que cortou a barriga da vítima, para retirar a criança. Em seguida, pegou um barco para jogar o corpo do próprio filho no meio do rio. Contudo, os familiares nunca acreditaram na versão.O assassinato foi motivado pelo fato da criança ser fruto de um caso extraconjugal e Gil Romero não querer assumir o filho. Ele confessou a morte da jovem após ser preso em Curuá, no Pará.

PUBLICIDADE

Em entrevista a imprensa, a mãe da vítima Paula Alves, pediu Justiça e que Gil Romero seja condenado por dois homicídios.

“O Arthur não era mais um feto, ele era um bebê saudável. Se ele morreu foi porquê ele matou, assim como matou minha filha. Eu tenho certeza que o Arthur nasceu. O quarto estava montado, as coisas do bebê estão do mesmo jeito que a minha filha deixou em casa, eu não me desfiz de nada. Tudo que eu queria era minha filha e meu neto de volta. Minha filha não merecia tudo isso”, destacou a mãe da vítima.

A família afirmou que ainda chegou a pensar que Gil Romero poderia ter poupado a vida do filho.

PUBLICIDADE

“O resultado do exame saiu hoje mas os trâmites de liberação só serão realizados amanhã”, afirmou Rita de Cássia, tia da vítima.

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank