Polícia

Corpos encontrados em área de busca por jornalista e indigenista estavam amarrados em árvore no AM, diz The Guardian

A esposa de Dom Phillips, confirmou que os corpos são dos desaparecidos.


Redação AM POST

Dois corpos, não identificados, foram encontrados amarrados em uma árvore, que está no mesmo local onde buscas estão sendo realizadas pelo indigenista brasileiro Bruno Araújo Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips, que desapareceram no domingo, 5 de junho, no Amazonas. A informação é do jornal britânico The Guardian, onde Dom trabalhava como freelancer.

Continua depois da Publicidade

De acordo com o jornal, os corpos estão passando por perícia para identificar se são pertencentes ao indigenista e ao jornalista.

A esposa de Dom, Alessandra Sampaio, confirmou em entrevista a TV Globo que os corpos encontrados eram de Dom Phillips e Bruno Pereira. No entanto, a polícia federal não confirmou oficialmente a informação.

Ontem (12) foram encontrados objetos pessoais dos dois desaparecidos, submersos perto da casa do único detido até agora no caso, Amarildo da Costa Oliveira. Foram achados um cartão de saúde em nome de Bruno Pereira, uma calça preta, chinelo e um par de botas de Bruno, além de um par de botas e uma mochila pertencentes ao jornalista inglês.

Continua depois da Publicidade

Phillips e Bruno faziam expedições juntos na região desde 2018, de acordo com o The Guardian. Phillips morava em Salvador e fazia reportagens sobre o Brasil há mais de 15 anos para veículos como Washington Post, New York Times e Financial Times, além do Guardian. Ele também estava trabalhando em um livro sobre meio ambiente com apoio da Fundação Alicia Patterson.