Criança de 11 anos que estava ‘casada’ com familiar é resgatada

O suposto marido era seu cunhado de 23 anos.

A Polícia Civil do Amapá resgatou, na quarta-feira (7), uma criança de 11 anos vítima de estupro, em Vitória do Jari. A menina estava ‘casada’ com o concunhado, de 23 anos.

O suposto marido foi preso em flagrante. As informações são do portal UOL.

O delegado Erivelton Clemente, responsável pela investigação, falou sobre o caso.

Continua depois da Publicidade

– Ela é uma criança tanto na forma física quanto comportamental – disse Clemente sobre a menina.

A prisão aconteceu na comunidade ribeirinha de Cajari, onde a criança vivia como esposa do concunhado. A polícia tomou conhecimento do caso após ter sido acionada pelo Conselho Tutelar, que recebeu uma informação a respeito de uma menor de idade casada com um adulto.

A polícia explicou que o suspeito frequentava a casa da vítima, já que a irmã dele é casada com o irmão da criança. A menina teria sido convencida a iniciar um relacionamento e, há um mês, fugiu de casa para viver com o homem. Porém, a garota se arrependeu e quis ir embora após ter recebido uma visita de seus pais. Os agentes acreditam que a menina foi ameaçada para que permanecesse com o homem.

Continua depois da Publicidade

Em depoimento, a menor confirmou que teve relações com o homem.

– Eles estavam vivendo como se fossem marido e mulher. Conversei com a vítima e ela nos relatou que durante a madrugada tiveram relações sexuais. Mandei ela para a perícia e constatou-se que houve o crime. Os pais dela já tinham ido várias vezes atrás da filha, mas ela relatava que tinha medo de retornar. No primeiro momento, ela fugiu porque quis, mas quando os pais foram lá, se sentiu amedrontada de voltar – relatou o delegado.

O homem disse que chamou a menina para morar com ele após ter se apaixonado por ela. No Instagram, a Polícia Civil do estado relatou ainda que, durante o interrogatório, o homem disse que foi autorizado pela mãe da menina a namorar e morar junto com ela. Por isso, a mãe da garota também foi intimada a prestar esclarecimentos.

Continua depois da Publicidade

O suspeito deverá ser indiciado por estupro de vulnerável. O delegado explicou que mesmo que as relações sexuais tenham sido consentidas, o homem seria enquadrado pelo crime de estupro. O homem segue detido na Delegacia de Vitória do Jari, onde espera audiência de custódia para saber se irá para a penitenciária ou se poderá responder em liberdade.

– Ele disse que se apaixonou e que foi morar com ela. É uma mente doentia porque é uma pessoa de 23 anos com alguém de 11. Abaixo de 14 anos, a lei prevê que a vítima não tem capacidade para permitir a prática sexual, se tornando assim uma violência presumida de estupro de vulnerável – disse Clemente.