Pesquisar por em AM POST

Polícia

Criminosos usam programa malicioso no Instagram para hackear contas no Amazonas

A Polícia Civil do Amazonas faz um alerta para que a população esteja atenta.

  • Por AM POST

  • 29/01/2022 às 11:12

  • Leitura em três minutos

Redação AM POST

As redes sociais, atualmente, são uma das principais fontes de entretenimento no cotidiano de diversas pessoas, porém, ainda é uma ferramenta muito frágil, e acaba se tornando alvo de criminosos. Com base nisso, muitos indivíduos estão sendo vítimas de um golpe em que suas contas no Instagram são hackeadas. A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Cibernéticos (Dercc), faz um alerta para que a população esteja atenta.

PUBLICIDADE

O delegado Reinaldo Figueira, titular da Dercc, explica que esses casos têm acontecido de maneira recorrente nos últimos tempos. Segundo Figueira, o delito ocorre no momento em que a pessoa vê uma propaganda na rede social, e quando ela clica no link, é direcionada para um programa malicioso que é inserido no aparelho celular da vítima.

“É nesse momento em que os criminosos se aproveitam do programa e hackeaim o perfil no Instagram. A partir disso, eles fazem de tudo para tirar todas as informações pessoais da vítima para que eles tenham domínio dessa conta, além de outras redes sociais”, explica o delegado.

O titular da Dercc relata que, quando esses criminosos conseguem ter acesso ao perfil de uma pessoa, eles começam a anunciar produtos que, supostamente, estariam sendo ofertados pela vítima aos seus seguidores. “Não há um perfil específico de vítimas, pessoas de todas as idades podem passar por essa situação, desde que tenham uma grande quantidade de seguidores, para abranger um número maior de pessoas”, esclareceu Reinaldo Figueira.

PUBLICIDADE

Os criminosos geralmente procuram cidadãos que possuem uma quantidade significativa de seguidores e que tenham bom reconhecimento entre amigos e familiares, pois eles se utilizam da influência social da vítima, para dar veracidade aos golpes.

Orientação – Para não cair nesses golpes, o delegado orienta que a partir do momento em que a pessoa identificar que está sendo vítima, o primeiro passo é comunicar o seu ciclo social, como parentes e amigos, de que seu perfil foi hackeado, e tirar prints, informando que aquela conta não está mais em sua posse.

PUBLICIDADE

“É importante ressaltar que a vítima, no primeiro momento, deve comunicar a todos que nenhum daqueles objetos ofertados pertence a ela; e que as pessoas não devem realizar nenhum tipo de transferência bancária. Em seguida, deve procurar a delegacia e registrar a ocorrência para darmos andamento às investigações”, frisou o titular da Dercc.

Registro de Ocorrência – A ocorrência pode ser comunicada na Dercc, localizada nas dependências da Delegacia Geral (DG), na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste da capital. Ou ainda, registrar o BO pelo site da Delegacia Virtual (Devir), pelo endereço eletrônico: https://delegaciavirtual.sinesp.gov.br/portal/, e anexar provas como prints, boletos falsos e outros documentos.

PUBLICIDADE

O AM Post apoia a causa autista
blank

Essas crianças autistas não estão fugindo ou escondendo-se, elas, de fato, estão perdidas, à espera de que alguém va ao seu alcance.

- Anne Alvarez

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank