Polícia

Delegada diz que não há indícios de que idoso linchado e morto tenha estuprado criança em Manaus

Deborah Barreiros fez apelo a população para que não faça justiça com as próprias mãos.


Redação AM POST

Durante entrevista coletiva nesta quinta-feira (28), a delegada Deborah Barreiros, adjunta da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), informou não haver indícios de que Valter Marques Cruz, 60 anos, tenha cometido suposto estupro contra uma criança de 10 anos, motivo pelo qual ele foi linchado e morto, no dia 5 de março deste ano, no bairro Mauazinho, zona leste de Manaus.

Continua depois da Publicidade

Segundo a delegada, os integrantes do tribunal do crime foram acionados por Denira Silva da Costa, 36, após Valter supostamente ter abusado da filha dela.

“É importante ressaltar que não existem indícios desse suposto abuso, entretanto, em vídeos que circulam nas redes sociais, é possível ouvir os criminosos falarem que este seria o motivo do crime. Na ocasião do delito, o idoso é atingido por pauladas, socos e chutes pelos infratores. Posteriormente, ele foi socorrido e levado ao Hospital e Pronto-Socorro (HPS) João Lúcio, mas foi a óbito no dia seguinte”, detalhou a delegada.

Três pessoas já foram presas pelo crime e duas estão sendo procuradas pela polícia.

Continua depois da Publicidade

A autoridade policial também fez apelo a população para que não faça justiça com as próprias mãos.

“Nós fazemos um alerta à população, para que não pratique ‘Justiça com as próprias mãos’. Existem órgãos competentes que podem apurar eventuais denúncias, e responsabilizar possíveis autores pelos seus crimes. Nós não podemos compactuar com a barbárie”, orientou Deborah Barreiros.

Continua depois da Publicidade

Veja a coletiva:

Continua depois da Publicidade

Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros prendem trio por morte decorrente

Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros prendem trio por morte decorrente de linchamento

Posted by AM POST on Thursday, July 28, 2022