Polícia

Desembargador anula decisão que concedeu prisão domiciliar a Alejandro Valeiko

Ele deve seguir para presídio mas permanecerá separado dos demais detentos.


Redação AM POST

A decisão que concedeu prisão domiciliar a Alejandro Molina Valeiko, filho da primeira-dama de Manaus, Elisabeth Valeiko, foi anulada na tarde desta segunda-feira (7) pelo desembargador José Hamilton Saraiva dos Santos, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM). O magistrado também determina que o suspeito deve permanecer separado dos demais detentos em presídio.

Continua depois da Publicidade

Alejandro estava, segundo sua defesa, em uma clínica de reabilitação no Rio de Janeiro, chegou hoje a Manaus e foi direto para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequetros (DEHS), onde prestou depoimento sobre o homicídio do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, de 42 anos, que foi encontrado morto na tarde da última segunda-feira (30/09) em um terreno no bairro Tarumã, zona oeste de Manaus, horas depois de estar no condomínio Passaredo, no bairro Ponta Negra, na casa de Alejandro.

Conforme a decisão da desembargadora-plantonista Joana dos Santos Meirelles que foi derruba o filho da primeira-dama após sair da delegacia ficaria em casa, com vigilância integral e acompanhamento médico.

De acordo com o Delegado Paulo Martins, ainda não há informações sobre o que motivou o crime mas Alejandro afirmou não ter envolvimento no homicídio e seu depoimento foi esclarecedor.

Continua depois da Publicidade

“O primeiro depoimento dele [Alejandro] foi muito sucinto, agora nós exploramos bem a situação do que ocorreu no dia do fato. Foi bastante esclarecedor o depoimento dele sem dúvida nenhuma”, contou Paulo Martins.

Para ler a decisão completa CLIQUE AQUI

Continua depois da Publicidade