O portal de notícias da Amazônia


Polícia

Desembargador nega pedido de soltura do delegado que denunciou juiz por corrupção no AM

A defesa do delegado alegou que a prisão foi injusta e ilegal.

  • Por AM POST

  • 11/02/2024 às 08:19

  • Leitura em 1 minuto

blank

Foto: Divulgação

O desembargador José Hamilton Saraiva dos Santos negou o pedido de soltura do delegado Régis Celeghini, titular da 65ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Carauari, que foi preso após denunciar o juiz Jânio Tutomu Takeda por corrupção. A defesa do delegado alegou que a prisão foi injusta e ilegal, mas o desembargador manteve a decisão de mantê-lo detido.

Régis Celeghini foi preso por ordem do juiz Jânio Tutomu Takeda, da Comarca de Carauari, que o acusou de diversos crimes, incluindo injúria, desacato e obstrução ao trabalho da justiça. A detenção ocorreu após Celeghini acusar o juiz de ser “um dos maiores elementos de corrupção da cidade” durante uma inspeção na delegacia. O delegado também formalizou uma denúncia contra o juiz no Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM).

PUBLICIDADE

Durante suas declarações, Celeghini destacou irregularidades na delegacia, como a presença de um detento utilizando um celular na cela, mesmo estando há seis anos sob custódia. Originário de Belo Horizonte, Minas Gerais, o delegado de 41 anos atuava como investigador da Polícia Civil antes de se tornar delegado. Ele está na delegacia de Carauari desde dezembro do ano passado.

O Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado do Amazonas e a Associação dos Delegados de Polícia do Brasil emitiram notas de repúdio em relação à situação, destacando a gravidade do caso e a necessidade de investigação aprofundada.

Redação AM POST

PUBLICIDADE

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank