Pesquisar por em AM POST

Polícia

Diretor da Record é indiciado por assédio e perseguição de jornalista na emissora

O diretor estaria perseguindo o jornalista Elian Matte na rotina da emissora e tirando fotos pelo circuito interno de câmeras.

  • Por AM POST

  • 06/04/2024 às 17:58

  • Leitura em dois minutos

Foto: Reprodução

Uma denúncia de assédio sexual levou ao indiciamento de um diretor da Record, Márcio Santos, pela Polícia Civil de São Paulo. As investidas teriam começado em 2022, mas o caso veio à tona em novembro de 2023, quando ele foi afastado de suas funções na emissora e da Igreja Universal do Reino de Deus, após o jornalista Elian Matte levar a queixa à instância policial.

No fim de fevereiro, a investigação chegou ao Ministério Público paulista, que tem 30 dias para distribuir as evidências e depoimentos. Até o momento, contudo, nenhum promotor foi designado para avaliar se o caso deve ser aceito como denúncia.

PUBLICIDADE

O diretor estaria perseguindo a vítima na rotina da emissora e tirando fotos dos seus quadris pelo circuito interno de câmeras, segundo o relato de Matte, que é roteirista do Câmera Record, apresentado por Roberto Cabrini. O jornalista passou a trabalhar em home office após o início das investigações.

De acordo com o portal Notícias da TV, que teve acesso ao processo, o assédio ocorre desde 2022. Naquele ano, Márcio teria começado a convocar particularmente Matte para a sua sala de reuniões, mas as investidas não pararam por aí e escalaram para ameaças em 2023.

Importunação

PUBLICIDADE

Segundo o jornalista, ele era constantemente importunado pelo diretor com mensagens e fotos — de Matte ou suas, algumas delas com teor sexual — e comentários sobre o seu corpo. As imagens da vítima que o chefe enviava mostravam partes de corpo, como os quadris. A Polícia Civil de São Paulo foi acionada em 14 de novembro.

Márcio perguntava a Matte o tamanho do seu órgão genital e até chegou a ameaçá-lo. “Em uma das mensagens, pediu para que eu não chegasse perto do carro dele no estacionamento, pois me sequestraria”, relatou o jornalista à polícia.

PUBLICIDADE

 

*Com informações da assessoria 

PUBLICIDADE

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank