Polícia

Em Manaus, adolescente é apreendido por estuprar a própria irmã que possui deficiência intelectual

Inicialmente, o jovem negou o fato, entretanto acabou confessando à mãe a pratica do estupro contra a própria irmã.

Redação AM POST

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), apreendeu um adolescente de 15 anos, por ato infracional análogo ao crime de estupro de vulnerável, cometido contra a própria irmã, uma adolescente de 17 anos, que possui deficiência intelectual. A ação policial ocorreu no bairro Cidade de Deus, zona norte de Manaus, na tarde de quinta-feira (11/11).

Continua depois da Publicidade

De acordo com a delegada Elizabeth de Paula, titular da Deaai, o ato ocorreu na segunda-feira (08/11) e foi apresentado na unidade especializada pela mãe dos adolescentes, uma mulher de 39 anos, na tarde de quinta, por volta das 14h. A autoridade policial conta que no dia do fato, a mãe precisou se ausentar e deixou a filha em responsabilidade do irmão.

“Durante os procedimentos na delegacia, a mãe nos informou que ao retornar para sua casa, encontrou a filha deitada na cama, porém, a mesma deveria estar sentada para evitar se engasgar, o que ocorre em decorrência de sua deficiência. Ao verificar a fralda utilizada pela adolescente, a genitora percebeu a presença de sangue, e desconfiou de um ato do filho”, detalha a delegada. O adolescente, inicialmente, negou o fato, entretanto acabou confessando à mãe a pratica do estupro contra a própria irmã.

Ele irá responder por ato infracional análogo ao crime de estupro de vulnerável e, após os procedimentos na Deaai, foi levado para a Unidade de Internação Provisória (UIP), no bairro Alvorada, zona centro-oeste, onde ficará à disposição da Justiça.

Continua depois da Publicidade