Pesquisar por em AM POST

Polícia

‘Gordão’ é preso suspeito de participar da morte de ganhador da Mega-Sena

Estima-se que a vítima ficou cerca de 20 horas em poder dos criminosos, que retiraram R$ 20,6 mil de sua conta, por saques e PIX.

  • Por AM POST

  • 24/09/2022 às 16:52

  • Leitura em dois minutos

Redação AM POST*

Roberto Jefferson da Silva, conhecido como Gordão, foi preso nessa nesta sexta-feira (23) suspeito de envolvimento no assassinato de Jonas Lucas Alves Dias, de 55 anos, ganhador de R$ 47,1 milhões na Mega-Sena em 2020.

PUBLICIDADE

Gordão é o terceiro investigado pelo crime que foi preso. O primeiro foi Rogério Spínola e o segundo preso foi Samuel Messias (trans, que usa o nome social de Rebeca). O quarto suspeito Marcos Sales (que tem o apelido de Vini) segue foragido.

A delegada Juliana Ricci, titular da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) Piracicaba, informou que o suspeito se apresentou na sede da Deic acompanhado dos advogados. Segundo a Polícia Civil, ele negou participação no sequestro e morte de Jonas Lucas.

A Polícia Civil de São Paulo divulgou imagens de Gordão ao lado de Rebeca, que já havia sido presa, no dia em que o milionário morreu, os dois estão em uma agência bancária de Santa Bárbara d’Oeste (SP).

PUBLICIDADE

Segundo a investigação, foi para uma conta no nome de Rebeca que os suspeitos transferiram parte do dinheiro da vítima.

Segundo a investigação, tudo indica que os criminosos tinham conhecimento da situação financeira de Jonas Lucas, mas a vítima não os conhecia. Antes mesmo das prisões, Polícia Civil já havia afirmado que a morte foi motivada pelo prêmio da Mega-Sena, pago em 2020.

PUBLICIDADE

A advogada da família relatou à polícia que Jonas Lucas saiu de casa na manhã dia 13 de setembro e levou somente a carteira e documentos para a caminhada. Ao final do dia, como não foi mais possível contatá-lo, familiares registraram ocorrência de desaparecimento na delegacia eletrônica.

Estima-se que a vítima ficou cerca de 20 horas em poder dos criminosos, que retiraram R$ 20,6 mil de sua conta, por saques e PIX, antes de ele ser abandonado na Rodovia dos Bandeirantes. Durante o período em que esteve desparecido, os criminosos chegaram a tentar uma transferência de R$ 3 milhões, sem sucesso.

PUBLICIDADE

*Com informações do G1

O AM Post apoia a causa autista
blank

A mente de uma criança com Transtorno do Espectro Autista pode ser associada a um quebra-cabeças. Parece difícil de entendê-la no primeiro momento. Porém, quando utilizamos a metodologia certa as tornamos fácil e percebemos que as dificuldades podem ser superadas.

- Jorge Tertuliano

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank