Polícia

Grupo criminoso de altíssima periculosidade é preso em Manaus e confessa execução de rivais

Os indivíduos são considerados altamente perigosos.


Redação AM POST

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), deflagrou, no sábado (11/06), por volta das 16h, ação policial que resultou nas prisões, em flagrante, de Brendo Mikael Amorim Cacella Ferraz, 20, conhecido como “Gato Preto”; Marcos Jorge da Silva Costa, 20, o “Piloto”; Paulo Victor Souza da Silva, chamado de “Luxúria”, 21; e Carleandro Cândido, 21, integrantes de um grupo criminoso considerado de altíssima periculosidade, envolvido em crimes como tráfico de drogas, homicídio e roubo, em Manaus.

Continua depois da Publicidade

Durante a coletiva de imprensa realizada na Delegacia Geral, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste, a delegada Tamara Albano, diretora do Denarc, informou que a quadrilha foi presa em um veículo da marca Volkswagen, modelo Gol, de cor vermelha, que estava sendo investigado pelas equipes de investigações do Departamento.

“Há cerca de um mês este veículo estava sendo monitorado pelas nossas equipes de investigação, por estar sendo utilizado para distribuir drogas na área do bairro Centro, zona sul de Manaus. O mesmo automóvel também estava sendo monitorado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), por ter sido avistado em cenas de homicídios ocorridos na cidade”, disse Tamara.

Conforme a diretora do Denarc, no sábado, os policiais receberam informações de que os infratores estavam no veículo que estava sendo investigado e haviam roubado um estabelecimento comercial no bairro Colônia Terra Nova, zona norte. Com base nisso, as equipes policiais seguiram em diligências e conseguiram interceptar o veículo no bairro Cidade Nova, naquela mesma zona da cidade.

Continua depois da Publicidade

“No interior do automóvel estavam Brendo, Marcos e Paulo. Com eles conseguimos recuperar uma quantia em dinheiro e um aparelho celular que haviam sido furtados do dono do estabelecimento comercial. Posteriormente, seguimos até um imóvel utilizado pelo grupo, onde Carleandro foi encontrado e no local apreendemos uma arma de fogo, diversas placas de veículos, porções de oxi e cocaína”, explicou a delegada.

Homicídios
O delegado Ricardo Cunha, titular da DEHS, contou que os suspeitos já estavam sendo investigados por pelo menos quatro homicídios ocorridos em Manaus. Após serem presos, eles confirmaram com riqueza de detalhes sobre as mortes de Alzenir Elizandro Coimbra dos Santos, que tinha 38 anos, conhecido como “Belo”; e de Alan Barbosa Rolim, 34, chamado de “Zaqueu”, ocorridos em maio e junho deste ano. As investigações devem continuar para averiguar a participação deles em outros homicídios.

Continua depois da Publicidade

Procedimentos
Após audiência de custódia, as prisões em flagrante foram convertidas para preventivas. Brendo, Marcos e Paulo responderão pelos crimes de roubo, tráfico e homicídio. Já Carleandro responderá por tráfico e posse ilegal de arma de fogo. Todos ficarão à disposição do Poder Judiciário.